Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
12 de Abril 2024
Países para os quais Portugal mais exporta: conheça o top 10

Artigo AICEP

Artigo elaborado em abril de 2023.

Entre os 10 países para os quais Portugal mais exporta, apenas três ficam fora da Europa. Espanha, França e Alemanha, por esta ordem, estão no pódio dos principais clientes das exportações portuguesas em 2022, mas há outros mercados com bastante potencial. 

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos ao ano de 2022 mostram um aumento de 23,1% nas exportações nacionais, uma subida superior à que se tinha registado no ano anterior (18,3%). 

Os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) mostram que Espanha representa 20,6% das exportações portuguesas, seguindo-se França (12,4%) e Alemanha (10,8%). 
 
Durante este período, as exportações para Espanha tiveram um aumento de 4.392 milhões de euros. Apesar do Brexit, o comércio com o Reino Unido aumentou 46,6% em relação a 2021 (aumento de 3.458 milhões de euros) e o comércio com a Alemanha também cresceu (mais 3.328 milhões de euros ou 34,8%).

Vejamos, então, o top 10 dos principais destinos das exportações nacionais em 2022.

Top 10 dos países para os quais Portugal mais exporta

1. Espanha 

Espanha lidera a lista de países para os quais Portugal mais exporta, posição que já detinha no ano anterior. 

A proximidade geográfica é um fator importante e ajuda a explicar o peso que o país vizinho tem no contexto das exportações portuguesas: representa mais de ⅕  do total. Apesar disso, Portugal ocupava, em 2021, apenas o 7.º lugar entre os fornecedores do mercado espanhol e a balança comercial pendia para o outro lado da fronteira.

Máquinas e Aparelhos, Veículos e Outro Material de Transporte são as principais categorias das exportações de bens para Espanha.

Se está a iniciar o processo de internacionalização da sua empresa, exportar para Espanha pode ser uma opção interessante.  A 14.ª economia mundial (e 4.ª na União Europeia) tem 46,8 milhões de habitantes e um PIB per capita de 27.339 dólares. Dados que revelam bem o potencial deste gigante económico que está mesmo aqui ao lado.

2. França

Exportar para França continua a ser uma forte aposta das empresas nacionais. Tal como em 2021, este foi o segundo principal destino das exportações portuguesas em 2022. 

Veículos e Outro Material de Transporte, Metais Comuns, Máquinas e Aparelhos, Plásticos e Borracha e Vestuário são as principais categorias de produtos exportados, sendo que Portugal está ainda longe dos lugares cimeiros na lista de principais fornecedores do mercado francês. 

Ainda assim, importa não esquecer que França tem 67,8 milhões de habitantes e é a segunda maior economia europeia (além de ser a sétima maior importadora a nível mundial). Como tem um bom relacionamento comercial com Portugal continua a ser uma oportunidade de ouro para as empresas portuguesas que pretendem chegar a novos mercados.

3. Alemanha

Em 2022, o peso da Alemanha nas exportações nacionais desceu para 10,9% (-0,1 p.p. face ao ano  anterior), apesar de se ter registado um aumento das exportações em relação a 2021. O crescimento foi de 21,7%, atingindo 8 532 milhões de euros, o valor mais elevado do período de 2018 a 2022. 

Máquinas e Outros bens de capital mantiveram-se como principal categoria exportada, num  total de 2.401 milhões de euros (uma subida de 21,3% em relação a 2021). O maior crescimento, porém, registou-se na categoria de Material de Transporte ( mais 26,1%), devido principalmente a um aumento nas exportações de automóveis de passageiros, revela o INE.

Além destes, as categorias de Ótica e Precisão, Produtos Químicos e Metais Comuns são as que mais se destacam nas exportações para a Alemanha.

Com 82,8 milhões de habitantes, a Alemanha é, para qualquer empresa exportadora, um mercado recheado de oportunidades.

4. Estados Unidos

Os Estados Unidos são o primeiro país extracomunitário na lista dos principais destinos das exportações nacionais e mantém o 4.º lugar verificado em 2021. 

Combustíveis Minerais, Máquinas e Aparelhos, Produtos Químicos, Plásticos e Borracha e   Matérias Têxteis são as principais categorias de bens que saem das empresas portuguesas para o mercado norte-americano.

Após um ligeiro decréscimo entre 2019 e 2020, as exportações para os EUA continuam numa tendência ascendente. Apesar de se verificar igualmente um aumento nas importações, a balança comercial continua favorável a Portugal. 

Apesar da sua dimensão e da importância da sua economia, exportar para os Estados Unidos da América não é um processo complexo. Aliás, é um dos países do mundo onde é mais fácil fazer negócios e o que tem melhor ambiente para os negócios digitais.

5. Reino Unido

Apesar do Brexit, o Reino Unido, tradicional aliado comercial de Portugal, continua a ter uma posição de destaque na lista dos países para os quais o nosso país mais exporta.

O mercado britânico recebe sobretudo produtos nas categorias de Veículos e Outro Material de Transporte, Máquinas e Aparelhos, Metais Comuns, Produtos Alimentares, Vestuário e as exportações (ao contrário do que acontece com as importações) registam uma tendência de subida.

6. Itália

As exportações para Itália mantêm igualmente uma tendência de crescimento e em 2022, tal como tinha acontecido em 2021, Itália ocupou o 6.º lugar no top 10 dos países para os quais Portugal mais exporta. Apesar desta subida, a balança comercial continua a ser desfavorável para o nosso país.

Veículos e Outro Material de Transporte, Máquinas e Aparelhos, Vestuário, Produtos Agrícolas e Plásticos e Borracha destacam-se entre os bens exportados, mas Portugal não tem ainda um lugar de destaque nas importações italianas. 

A dimensão do mercado interno, o facto de ser um dos maiores destinos turísticos do mundo e um mercado aberto a produtos e empresas estrangeiras (exceto na área agroalimentar) são pontos que justificam exportar para Itália.

7. Países Baixos

Quer a sua empresa esteja a iniciar o processo de internacionalização, quer procure diversificar os países de destino das suas exportações, vender para os Países Baixos é uma opção a ponderar. É um mercado com um elevado poder de compra e conta com um baixo risco económico. 

Por enquanto, mantêm o 7º lugar entre os principais clientes das exportações portuguesas, destacando-se os setores de Combustíveis Minerais, Produtos Agrícolas, Calçado, Pastas Celulósicas e Plásticos e Borracha. Existe ainda um défice na balança comercial com este país, já que o aumento das exportações tem sido acompanhado por um crescimento nas importações.

8. Bélgica

Os dados de mercado indicam que é um dos países com maior potencial no que respeita ao comércio eletrónico. A relação comercial com Portugal tem sido intensificada, registando-se, entre 2017 e 2021, um crescimento médio anual das exportações de 7,0%. 

Em 2022 a Bélgica manteve-se na 8ª posição da lista dos países para os quais Portugal mais exporta, destacando-se as categorias de Produtos Químicos, Plásticos e Borracha, Máquinas e Aparelhos, Veículos e Outro Material de Transporte e Metais Comuns.

9. Angola

Portugal é, logo depois da China, o principal fornecedor do mercado angolano, isto apesar de o volume total de exportações para Angola ser ainda reduzido, em comparação com outros mercados. 

Ainda assim, Angola é o único país africano – e um dos dois extra-europeus – no top 10 dos clientes das exportações portuguesas. 

Se pretende exportar e investir em Angola, estabelecer uma parceria com um agente local é sempre uma mais-valia para fazer negócios no país.

10. Polónia

Tal como em 2021, a Polónia completa o top 10 das exportações portuguesas, confirmando-se um cenário de subida – ainda assim insuficiente para anular o peso das importações na balança comercial.

Máquinas e Aparelhos, Veículos e Outro Material de Transporte, Pastas Celulósicas e Papel, Produtos Alimentares e Plásticos e Borracha constituem as principais categorias de bens exportados pelas empresas nacionais.

Quer exportar? Por onde começar?

Num cenário favorável às exportações portuguesas, a internacionalização surge como uma ferramenta cada vez mais importante para o crescimento das empresas e para a diversificação de mercados. 

A AICEP tem como missão apoiar as empresas nacionais em todas as etapas do processo, quer seja através de um diagnóstico inicial – que ajuda a perceber se existem condições para iniciar internacionalização – quer na identificação de mercados relevantes e da melhor estratégia para os abordar. 

O registo na MY AICEP é o ponto de partida para que a sua empresa possa juntar-se às muitas que já levam os produtos portugueses a centenas de países do mundo.

Veja também:

Como criar empresa na Alemanha?

Investimento Direto Português no Estrangeiro: o que é e enquadramento

Abrir uma filial no exterior: vantagens e desvantagens

 

Notícias AICEP
Trade finance: o que é e quais as vantagens?

AICEP

Para que serve e quais as principais vantagens do trade finance para exportadores e…

EORI: o que é e para que serve?

AICEP

O número EORI identifica a sua empresa perante as autoridades aduaneiras. Saiba como funciona.

Exportação temporária com Carnet ATA: o que é e como funciona?

AICEP

Sabe para que serve o Carnet ATA e em que situações deverá ter este documento?

Partilhe esta página

Campo Obrigatório