Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
04 de Janeiro 2022

Está a pensar exportar para a Alemanha? Conheça a informação de mercado

AICEP

Alemanha

O que precisa de saber para começar a exportar para a Alemanha? Qual o potencial deste mercado gigantesco para uma empresa nacional? Como ultrapassar as barreiras que possam surgir num país com esta dimensão e conhecido pelo seu rigor? A AICEP pode ajudar a descobrir o caminho.

Com 82,8 milhões de habitantes e um PIB per capita de 45.781 dólares (cerca de 40.500 euros) em 2020, a Alemanha é, para qualquer empresa exportadora, um mercado bastante interessante. No entanto, pode ser também um pouco intimidante encontrar uma forma de abordar a entrada numa das maiores economias mundiais e num país onde a cultura de rigor e a capacidade produtiva são lendárias.

A verdade é que o facto de se tratar de um país da União Europeia pode facilitar alguns processos, nomeadamente os que se referem à circulação de mercadorias e impostos. Ainda assim, o caminho para o mercado alemão tem de ser feito com base em informação fidedigna e acompanhado por quem conhece bem este mercado.

O que é preciso saber antes de exportar para a Alemanha?

A importância de ter acesso a dados e a informação atualizada é ainda maior no atual contexto. É que, tal como aconteceu em praticamente todos os países, a pandemia de COVID-19 teve impacto na economia alemã. 

A contração económica, que resultou da diminuição da oferta e da procura a nível global, levou a uma queda do consumo privado e a uma diminuição do investimento. Poderá esta quebra penalizar as exportações nacionais? 

Assim, antes de exportar para a Alemanha é preciso perceber quais são as expectativas para a retoma económica neste país. É igualmente importante ter em conta que, como se costuma dizer, “um espirro na Alemanha constipa toda a Europa”. Ou seja, as dificuldades alemãs têm repercussões nas economias europeias.

Por isso, é essencial preparar uma abordagem estratégica e estruturada com base em informação rigorosa.

O que ter em conta na abordagem ao mercado alemão?

O acesso a essa informação atualizada e rigorosa deve ser feito através de uma fonte credível, como a informação de mercado preparada pela AICEP.

Aliás, no site Portugal Exporta disponibilizamos informação útil sobre vários mercados internacionais. Estas análises, desenvolvidas pelos especialistas da AICEP, incluem dados sobre o ambiente de negócios, evolução das importações e exportações, mas também números que ajudam a compor o retrato da situação económica.  

Além disso, a Rede Externa da AICEP, que está presente em 55 mercados internacionais, tem como objetivo prestar serviços de aconselhamento e de suporte sobre como abordar cada um desses  mercados. A recolha e disponibilização de dados são apenas uma das vertentes deste apoio, mas esta informação é realmente essencial para que o caminho para a exportação seja feito com passos seguros.

Para uma empresa que pretenda exportar para a Alemanha é importante saber, por exemplo, qual é o top 5 das importações do país e quais são os principais parceiros comerciais nestes negócios. Sabia que 37% das importações alemãs têm origem em cinco países e que apenas dois são europeus? 

Qual a relação com Portugal?

Apesar de Portugal não estar entre os 5 principais fornecedores da Alemanha, o relacionamento comercial entre os dois países é bastante importante para a economia nacional. A Alemanha foi o 3º cliente das exportações portuguesas de bens em 2020 e entre 2016 e 2020 existiu um crescimento de 2,5% na média anual das exportações.

Ou seja, o peso do mercado alemão nas exportações nacionais é bastante significativo e a tendência é de crescimento. Isto significa que é um mercado cada vez mais apelativo e recetivo aos produtos nacionais, pelo que pode ser uma opção a ter em conta no processo de internacionalização da sua empresa. 

Além disso, é importante perceber que as exportações portuguesas para a Alemanha não se centram só em setores mais tradicionais (como o têxtil ou o vinho), mas abrangem um conjunto vasto de outros setores.

Este é um mercado que continua a apresentar oportunidades de negócio em diferentes áreas. Setores como os consumíveis e equipamentos hospitalares, indústria química e farmacêutica, energias renováveis e mobilidade têm uma procura sustentada, constituindo, por isso, oportunidades interessantes para as empresas nacionais.

Ainda assim, e até porque o mercado está em permanente evolução, é fundamental, neste processo de internacionalização, procurar o apoio de uma entidade experiente, sobretudo na relação Portugal/Alemanha. A AICEP, além de disponibilizar dados úteis e relevantes na ficha de mercado, pode ajudar a abrir as portas para que mais empresas nacionais possam exportar para a Alemanha. Registe-se na área de cliente MY AICEP para iniciarmos o Diagnóstico de Internacionalização da sua empresa!

Veja também:

Portugal Makes Sense: porquê participar na Hannover Messe 2022

Como traçar um plano de ação para a internacionalização?

Guia prático para PME: como exportar através do e-commerce?

 

Notícias AICEP

Crescimento das exportações de bens e serviços portugueses

AICEP

Exportações de bens e serviços registam crescimento de 2,1 por cento em novembro de 2021.

SAGALEXPO ganha força a nível internacional

AICEP

Feira dedicada à exportação de produtos portugueses decorre de 7 a 9 de março, na FIL.

E-commerce B2B e B2C: principais diferenças na abordagem…

AICEP

Fique a par das principais diferenças logísticas entre e-commerce B2B e B2C.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório