Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
23 de Janeiro 2024

Vender online para Espanha: quais são as oportunidades?

Artigo AICEP

Vender online para Espanha significa entrar num mercado com grande potencial em termos de e-commerce. Conheça melhor o mercado digital espanhol.

A distância é curta e as relações comerciais entre os dois países são fortes. Por isso, vender online para Espanha representa, para as empresas portuguesas, um salto em termos de e-commerce que pode gerar muitos e bons negócios.

A Espanha é o melhor cliente das exportações nacionais, mas o comércio eletrónico traz ainda mais e melhores oportunidades.

Sendo um país onde o e-commerce tem ainda grande potencial de crescimento e onde as compras online são cada vez mais comuns, vender para Espanha através de marketplaces ou de uma loja online própria é algo a considerar na abordagem à internacionalização.

Vender online para Espanha: os dados do mercado

Espanha é o 5.º mercado europeu em termos de e-commerce e o 15.º a nível mundial. Este bom posicionamento nos rankings de compras online é, por si, um incentivo para que as empresas portuguesas olhem para o outro lado da fronteira com mais interesse.

Mas Espanha é, em termos globais, muito mais do que o país vizinho, podendo ser encarado como uma porta de entrada para outros mercados, como os da América do Sul, até porque muitas empresas sul-americanas têm ali a sua sede europeia. Tendo em conta que o castelhano é a terceira língua mais usada na internet, depois do inglês e do mandarim, não é difícil imaginar o potencial de vender online para Espanha.

Os dados do Índice de Digitalização revelam que Espanha tem um ambiente propício aos negócios digitais, com boas classificações no que respeita ao ambiente de negócios (84/100) e ao desempenho logístico (83/100).

A taxa de penetração da internet é superior à média mundial – o país tem 41,5 milhões de utilizadores – e deve chegar, em 2027, aos 97,4%. Neste ano, a taxa de smartphones deverá ser de 97,0%.

O e-commerce em Espanha

Os espanhóis estão a ser conquistados pelas compras online, prevendo-se que, em 2026, o gasto médio por comprador seja superior a 1 600 USD.

Em termos gerais, as previsões para 2027 são de que as compras de e-commerce em Espanha cheguem aos  44,75 mil milhões de USD; ou seja, antecipa-se um crescimento médio anual na ordem dos 10,4%, ligeiramente acima das perspetivas para a Europa ( 9,4%). 

O país tem  21,9 milhões de compradores online, o que representa  52,9% dos seus habitantes. Até 2027 a percentagem de consumidores e-commerce em relação à população total deverá ser de 58,1%. Um valor acima da média mundial ( 32,9%), da relativa à Europa do Sul ( 41,8%) e do valor esperado para Portugal ( 54,5%).

O maior crescimento em termos de comércio eletrónico deverá ser na categoria da alimentação (21,5%). 

Marketplaces e meios de pagamento

Em 2022, cerca de 40% da quota de mercado de comércio online pertenceu a três marketplaces:

  • amazon.es (5 279,7 milhões de USD)
  • elcorteingles.es (1 394,1 milhões de USD)
  • shein.com (1 142,2 milhões de USD)

A apple.com, com 669,5 milhões de USD e o carrefour.es, com 642,9 milhões de USD, completam o top 5 dos principais marketplaces em Espanha. Entre 2021 e 2002, o marketplace da Mercadona foi o que mais cresceu.  

Os cartões continuam a ser a forma de pagamento mais usada no e-commerce em Espanha, mas a percentagem de utilizadores que preferem este sistema tem diminuído.

Nos pagamentos digitais a liderança pertence ao PayPal, seguindo-se Google Pay e Amazon Pay. O Bizum (método semelhante ao MB Way) é bastante popular nos pagamentos através de smartphone.

Logística e distribuição em Espanha

Se a proximidade geográfica é uma vantagem para as empresas portuguesas que pretendam vender online para Espanha, as boas condições de logística podem ajudar a encurtar ainda mais as distâncias e a prestar um melhor serviço aos consumidores.

O país ocupa o 13.º lugar entre 139 no ranking de desempenho logístico internacional e o 39.º entre 172 em termos de desempenho postal, com uma rede rápida, conectada e sem grandes perturbações de serviço.

Os serviços logísticos espanhóis são modernos e eficientes, mostrando eficácia no acompanhamento das encomendas e cumprimento dos prazos. Correos, SEUR, DHL UPS e GLS estão entre os principais operadores.

A localização estratégica de Espanha permite a cobertura de três áreas importantes do Mar Mediterrâneo (Algeciras, Barcelona e Valência), bem como das ligações a África e ao Sul da Europa. 

O consumidor digital espanhol

Os e-consumidores em Espanha usam frequentemente o smartphone para fazer compras online e adquirem sobretudo produtos de tecnologia e de moda. 68,4% dos consumidores digitais têm entre 25 e 54 anos e uma grande maioria (71,1%) está nos escalões de rendimento médio e alto. As mulheres recorrem mais ao e-commerce do que os homens, mas existe um certo equilíbrio entre os dois géneros (50,8% e 49,2%, respetivamente).

Entre as principais características do e-consumidor espanhol está a tendência para poupar tempo e dinheiro: procura preços baixos, descontos, fretes gratuitos e facilidade de navegação.

Os espanhóis que fazem compras online querem sites e opções de pagamento seguros, transparência nas condições de venda e nas descrições dos produtos. Estas devem ser detalhadas, escritas em castelhano e incluir comentários de outros consumidores.

Apreciam uma oferta variada e sugestão de produtos complementares, mas têm alguns cuidados, pesquisando antes de comprar e preferindo marcas que tenham uma boa presença nas redes sociais.

Recomendações e oportunidades para vender online para Espanha

Para ter sucesso nas vendas online para Espanha é necessário preparar uma estratégia que vá ao encontro das preferências dos consumidores locais. Assim, é fundamental ter descrições claras em castelhano, de preferência com opiniões de outros consumidores.

Os preços baixos e os descontos ajudam a cativar os clientes, mas deve ser dada igual atenção a toda a experiência de compra, proporcionando as opções de pagamento mais usadas, permitindo o acompanhamento das encomendas e facilitando eventuais trocas e devoluções.

As estratégias para o sucesso no e-commerce variam de mercado para mercado, porque as preferências dos consumidores e o enquadramento legal também são diferentes.

As empresas portuguesas devem, por isso, ter acesso à informação clara e atualizada, que permita adaptar os produtos e a estratégia comercial ao mercado em questão.

Assim, caso pretenda vender online para Espanha consulte a nossa página Espanha | E-Commerce | Portugal Exporta.

Recursos como a área reservada MY AICEP garantem um acompanhamento mais personalizado. Registe-se e saiba mais.

 

Veja também:

Logística e-commerce: importância e boas práticas

A importância do marketing digital no e-commerce

Loja virtual ou marketplace? Prós e contras de cada solução

Notícias AICEP

Vender online para França: o que deve saber

AICEP

Vender online para França é uma boa oportunidade de internacionalização. Conheça o mercado.

Quando fazemos o seu projeto de internacionalização online?

AICEP

Este é o momento para criar ou reforçar o projeto de internacionalização online da sua empresa.

Como vender no eBay: vantagens, custos e guia de procedimentos

AICEP

Saiba como funciona e quais as vantagens de vender no eBay.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório