Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
26 de Junho 2024
Amazon Web Services: como entrar neste marketplace?

Artigo AICEP

Através da Amazon Web Services Marketplace as empresas têm acesso a produtos e serviços de tecnologia. Saiba como pode tornar-se num fornecedor.

O Amazon Web Services Marketplace é uma plataforma gerida pela Amazon e utilizada por várias empresas em todo o mundo para terem acesso a software, dados e serviços de terceiros para criar soluções e administrar os seus negócios.

Esta loja online de recursos tecnológicos é uma oportunidade para as empresas portuguesas nesta área se darem a conhecer e conquistarem novos mercados.

O AWS Marketplace pode ser usado de duas formas. Como comprador (ou assinante), terá acesso a serviços como computação em nuvem e armazenamento de dados, mas também as tecnologias mais inovadoras, como Machine Learning, Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT). Enquanto vendedor (fornecedor) pode fornecer estes serviços a empresas de todo o mundo. Também é possível ser, simultaneamente, assinante e provedor.  

O que é a Amazon Web Services?

O Amazon Web Services Marketplace é uma plataforma que permite vender e adquirir serviços que vão de tecnologias de infraestrutura a tecnologias inovadoras. A listagem de categorias inclui serviços como segurança, redes e entrega de conteúdos, aplicações de negócios, Machine Learning e produtos de dados em setores como saúde, serviços financeiros e telecomunicações.

As empresas que recorrem a esta plataforma B2B encontram soluções já pré-configuradas e prontas a instalar, mas também têm a possibilidade de adquirir serviços em formatos que se adaptem às suas necessidades.

Política de preços e cobranças

Os produtos disponibilizados podem ser de utilização gratuita (como as avaliações e períodos de teste) ou pagos. Neste caso, a cobrança é feita pela plataforma, que depois paga ao vendedor. 

Existem vários modelos de preços, incluindo planos anuais, pagamento com base na utilização (de acordo com fatores como hosts, largura de banda, dados, níveis ou unidades), contratos (licenças de 1 mês, 12 meses, 24 meses ou 36 meses) ou o sistema Bring Your Own License (BYOL). 

Assim, é importante, ao vender neste marketplace, ter em conta a necessidade de criar soluções que permitam escalabilidade e disponibilizar períodos de testes gratuitos.

Como vender no Amazon Web Services Marketplace?

O primeiro passo para vender no Amazon Web Services Marketplace é fazer o registo no portal de gestão. A conta deve estar em nome da empresa e incluir as informações fiscais necessárias.

Para empresas sem contas bancárias nos EUA é possível criar, sem custos adicionais, um perfil no Hyperwallet para fazer e receber os pagamentos.

A etapa seguinte é determinar que tipo de produto ou serviço vai vender, estando disponíveis as seguintes categorias:

  • Produtos baseados em AMI;
  • Produtos baseados em contentores (pacotes standard de software);
  • Produtos de Machine Learning;
  • Produtos baseados em SaaS;
  • Produtos de serviços profissionais;
  • Produtos de dados. 

O Amazon Web Services Marketplace disponibiliza, para cada categoria, uma explicação detalhada sobre a forma como funciona a venda destes produtos e serviços, incluindo como são cobrados aos clientes.

Após determinar o que vai vender, terá de configurar o seu pacote, definindo um esquema de preços, escolhendo as categorias em que quer colocar os seus produtos e selecionando as palavras-chave que quer associar.

Este é um ponto importante, já que as palavras-chave certas ajudam a que a sua marca surja nas pesquisas relevantes. Desta forma, ficará mais visível para os potenciais clientes e terá mais hipóteses de gerar receitas.

O envio de produtos, ou seja, a forma como vai para disponibilizar os seus produtos no AWS Marketplace é a etapa seguinte. 

Como comercializar os seus produtos?

A plataforma recomenda que, na fase que se segue (comercialização), comece a promover os seus produtos, informando que estão disponíveis no AWS Marketplace. Uma das formas de o fazer é usar a presença online da sua empresa, como o site ou redes sociais, para direcionar tráfego para as suas páginas no AWS. 

Assim que começar a fazer os primeiros negócios, é importante ir analisando os relatórios sobre as suas vendas na plataforma. O AWS Marketplace disponibiliza aos vendedores dados e ferramentas que permitem fazer esta análise e ajustar a sua estratégia com base nessas informações.

Quais as vantagens de vender do AWS Marketplace?

Vender no Amazon Services Marketplace traz vantagens para as empresas, sendo a visibilidade dada por uma plataforma ligada à Amazon uma das mais óbvias. A presença no AWS Marketplace permite chegar a centenas de milhares de potenciais clientes em todo o mundo. 

A facilidade na distribuição do software e as várias opções de preços são outras vantagens associadas a esta plataforma.

As empresas beneficiam ainda das ferramentas da AWS, que, nos casos em que a faturação é feita por hora, as libertam de tarefas como a medição da utilização, gestão das contas de clientes e processamento de pagamentos. Assim, podem concentrar-se unicamente no desenvolvimento das suas tecnologias. 

O acesso a dados de vendas através do Portal de Gestão é outra ferramenta extremamente vantajosa, já que permite analisar as métricas relacionadas com vendas, melhorando ou adaptando a estratégia comercial e os produtos e serviços disponibilizados.

A possibilidade de convidar parceiros para venderem os seus produtos – sendo a gestão da faturação feita pelo AWS Marketplace – e a integração automatizada com APIs são vantagens adicionais.

Permite ainda que os clientes avaliem os seus produtos, o que constitui uma oportunidade para aumentar a notoriedade da sua marca. As avaliações positivas contribuem para uma boa reputação, o que, por sua vez, gera confiança e mais negócios. 

Para as empresas exportadoras, é importante que os recursos se concentrem na melhor forma de abordar novos mercados e nas melhores estratégias de internacionalização. E também neste ponto há um parceiro experiente e confiável: a AICEP. Conheça todas as formas como a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal pode apoiar a sua empresa registando-se na área reservada MY AICEP.

 

Veja também:

Amazon Business: que oportunidades tem para o comércio B2B

7 vantagens de investir em e-commerce B2B

7 dicas para vender num marketplace

Notícias AICEP
O que esperar da AICEP no apoio à exportação?

AICEP

Todas as vantagens de registar a sua empresa na área de cliente MY AICEP.

Quais as principais tendências do e-commerce B2B e B2C?

AICEP

Prepare a sua empresa para o futuro. Conheça as principais tendências no e-commerce B2B e B2C.

Exportar para Itália: um mercado a ter em conta

AICEP

Se pretende exportar para a Itália, fique a par de algumas dicas que podem facilitar o processo.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório