Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
19 de Dezembro 2023
Metaverso empresarial: como usar a tecnologia para gerar valor

Artigo AICEP

O metaverso empresarial é uma oportunidade para que as empresas de vários setores possam ganhar vantagens competitivas. Saiba como funciona.

O metaverso empresarial já não é uma realidade ficcionada, distante e inacessível. Empresas de vários setores estão a usar as tecnologias do metaverso para melhorar processos internos, aumentar a segurança e enriquecer a experiência dos consumidores.

Afinal, o metaverso já ultrapassou as fronteiras do gaming e do lazer, transformando-se numa ferramenta para criar valor e distanciar-se da concorrência.

Conheça as oportunidades e o impacto que o metaverso empresarial pode ter em vários aspetos da atividade da sua empresa.

O que é o metaverso empresarial?

A definição de metaverso, até pelas tecnologias e possibilidades que lhe estão associadas, não está ainda fechada. De uma forma simples e genérica, pode falar-se num ambiente imersivo, que mistura o físico e o digital, sendo possível transitar entre as dimensões online e offline.

O metaverso tem como bases conteúdo e experiências, plataformas (como motores de jogos), infraestrutura e hardware (incluindo dispositivos e redes) e facilitadores (como mecanismos de pagamento e segurança).

O metaverso empresarial consiste na aplicação das tecnologias do metaverso às empresas, em processos tão diferentes como a produção, formação ou serviço de apoio ao cliente. Ou seja, colocar estas tecnologias ao serviço da sua empresa, mudando e melhorando procedimentos. E, assim, reduzindo custos e aumentando as vendas e o reconhecimento.

O potencial do metaverso

Esta é uma realidade que está a crescer em termos de utilização e de investimento. O relatório “Value creation in the metaverse” (2022) da consultora McKinsey & Company refere que, só nos primeiros cinco meses de 2022 foram investidos mais de 120 mil milhões de dólares no metaverso por parte das grandes empresas tecnológicas, empresas de capital de risco, startups e marcas. Segundo a consultora, este investimento é claramente superior ao que tem sido feito em Inteligência Artificial e ocupa uma fatia cada vez maior dos orçamentos.

Um inquérito divulgado neste estudo mostra que quase 60% dos consumidores que já usam o metaverso estão entusiasmados com o seu desenvolvimento e esperam poder vir a usar estas tecnologias em vários aspetos da sua vida quotidiana. Entre as atividades preferidas por quem usa esta realidade imersiva está a compra de bens físicos ou virtuais.

Qual o impacto do metaverso nas empresas?

Entre os líderes empresariais, o otimismo em relação ao metaverso é significativo: 95% esperam que o metaverso tenha um impacto positivo no seu setor no prazo de 5 a 10 anos. Um impacto que será mais significativo nos setores do retalho, media e telecomunicações e cuidados de saúde. Curiosamente, o metaverso empresarial está já a ser implementado nestes setores.

Acredita-se também que o metaverso poderá criar novos modelos de negócio, produtos e serviços, aumentando o engagement no B2C e no B2B. 

A forma como o metaverso empresarial vai mudar as organizações não se limita às interações com os consumidores e à forma como estes podem usar esta tecnologia para fazer pagamentos, experimentar produtos ou interagir com outros consumidores.

O impacto do metaverso será visível em áreas como as vendas e marketing omnicanal, inovação, pesquisa e desenvolvimento ou envolvimento dos colaboradores. 

Usando tecnologias tão diferentes como Web3, Blockchain, Criptomoedas, NFT ou Token, o metaverso empresarial vai também ter impacto no aperfeiçoamento de redes e infraestruturas de cloud, partilha de dados e conhecimento ou segurança de aplicações, dados e dispositivos. 

Como usar o metaverso na sua empresa?

Em termos práticos, o metaverso empresarial terá aplicações em aspetos como a criação e utilização de gémeos digitais, captura e transferência de conhecimento, melhorias nos processos de instruções digitais / assistência remota, colaboração, design, vendas, marketing ou eventos.

A utilização do metaverso para criar experiências imersivas na área do retalho é já uma realidade. Permite, por exemplo, que um cliente, em qualquer parte do mundo, possa “experimentar” uma peça de roupa ou um carro; ou “pegar” num artigo de decoração ou equipamento eletrónico e observar todos os seus ângulos e funcionalidades.

Os showrooms e os eventos – incluindo as feiras internacionais –  continuarão a existir, mas o recurso ao metaverso vai melhorar a experiência dos consumidores, já que a interatividade e o storytelling são reforçados.

As tecnologias do metaverso vão ser também úteis para fomentar a colaboração entre equipas fisicamente distantes que trabalham no design de um produto.

Por outro lado, a experiência imersiva possibilita a troca de conhecimento entre várias equipas, o que pode revolucionar a formação ou a integração de novos colaboradores. Com claras vantagens relativamente a tecnologias como as videochamadas, no metaverso é possível recorrer a hologramas ou aplicações semelhantes, o que enriquece a experiência de quem participa nestes encontros.

Marcas globais, como a Coca-Cola e a Adidas já usam o metaverso para melhorar a experiência dos consumidores e aumentar a fidelização, nomeadamente através da criação de NFT ou salas virtuais.

A segurança nos pagamentos e no apoio ao cliente através da verificação de identidade e utilização de Realidade Virtual são outras aplicações do metaverso empresarial com claras vantagens para vendedores e consumidores.  

Quais são as vantagens do metaverso empresarial?

O metaverso empresarial tem, por isso, várias vantagens para as empresas. Mesmo que não tenha ainda os recursos necessários para usar estas tecnologias – até porque muitas estão ainda numa fase inicial de desenvolvimento – é importante conhecer os seus potenciais benefícios.

Uma dessas vantagens é a redução de custos, devido à melhor colaboração entre as equipas e à diminuição do tempo necessário para colocar determinado produto no mercado. 

Melhorias nos fluxos de trabalho e no relacionamento com clientes, maior segurança em dispositivos, software, infraestruturas e serviços são outros pontos positivos.

Pelo seu carácter inovador, a utilização do metaverso empresarial é, por outro lado, uma grande vantagem competitiva, geradora de atenção, reconhecimento e negócios.

Este nível de diferenciação é ainda mais importante quando as empresas operam em contexto internacional e em mercados tecnologicamente avançados ou com consumidores mais exigentes. 

Os riscos do metaverso

Ainda que tenha muitas vantagens, é importante ter em conta que o metaverso, como qualquer tecnologia, tem riscos associados.

A segurança da sua empresa e dos seus clientes deve ser uma prioridade quando se recorre a esta tecnologia. Por um lado, é fundamental garantir a proteção de dados sensíveis (nomeadamente bancários), assegurando que a privacidade de todos os intervenientes está salvaguardada.

O phishing e roubo de identidade através de avatares são dois exemplos de riscos de cibersegurança no metaverso.

A proteção da sua marca e direitos também deve ser salvaguarda. Embora as questões relacionadas com a propriedade industrial possam ser complexas em ambientes virtuais, é importante precaver-se contra eventuais ações que possam prejudicar a empresa e a sua reputação.

O cyberbullying é outro risco de um ambiente virtual onde coexistem vários consumidores, mas que pode ser evitado através de moderação e da criação de regras de conduta.

Perceber como funciona o metaverso é o primeiro passo para reconhecer as suas vantagens e riscos. Neste tutorial pode conhecer o essencial sobre esta tecnologia e possíveis aplicações.

O metaverso empresarial poderá, assim, ser um fator de sucesso no seu processo de internacionalização. Para começar a criar vantagens competitivas e conhecer tecnologias e recursos úteis para alcançar novos mercados, faça o seu registo na MY AICEP.

Veja também:

O impacto do Bigdata Analytics no crescimento da sua empresa

Como maximizar as vendas online internacionais com o ChatGPT?

Cibersegurança no comércio eletrónico: guia de boas práticas

 

Notícias AICEP
Como maximizar as vendas online internacionais com o Chat GPT?

AICEP

Usar o Chat GPT no e-commerce pode ajudar a alavancar as suas vendas online. Saiba como.

Incoterms®2020: qual a sua importância na exportação?

AICEP

Os Incoterms®2020 dão segurança jurídica à sua atividade exportadora. Saiba como.

Reputação online: sabe o que dizem os seus clientes?

AICEP

Uma boa reputação online transmite segurança e confiança aos consumidores.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório