Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
09 de Agosto 2022

Conheça as oportunidades do marketplace JD.com

Artigo AICEP

JD.com é, atualmente, uma das três principais plataformas de e-commerce da China, a par das plataformas Taobao e Tmall do grupo Alibaba. Vende todo o tipo de produtos, conta com mais de 500 milhões de contas ativas por ano e, em 2021, a receita gerada por este marketplace rondou os 150 mil milhões de dólares.

Mas, o que distingue este marketplace de tantos outros? Quais os principais fatores de sucesso?

Marketplace JD.com: a satisfação do cliente em primeiro lugar

O grupo JD (JingDong) tem sede em Pequim, na China, e é conhecido por ter revolucionado o conceito de e-commerce, oferecendo uma experiência de compra rápida, eficaz e com altíssimos níveis de satisfação para o cliente. 

O marketplace propriamente dito vende produtos de várias categorias (tecnologia, vestuário, móveis, alimentos frescos, eletrodomésticos, entre tantos outros), e oferece aos seus clientes um serviço de entrega em tempo recorde.

Precisamente para proporcionar uma experiência de compra online única, cumprindo literalmente a definição de compra “one stop”, o marketplace JD.com investe primordialmente em duas áreas: a logística e a tecnologia.

Serviços de logística de excelência

Graças ao exímio trabalho da JD Logistics, as entregas da empresa atingem elevados níveis de velocidade e qualidade de serviço. A larga maioria dos pedidos processados poderão ser entregues à porta do cliente no próprio ou no dia seguinte à encomenda. Este nível de excelência só é possível devido a uma rede logística inteligente e altamente eficiente, resultado de um grande investimento e de um departamento de I&D.

JD-X é um exemplo disso, um laboratório de logística e automação que se foca exclusivamente na inovação. Inovar no processo de entrega, no atendimento automatizado, e ainda na tecnologia de acondicionamento e armazenamento.

Tecnologia ao serviço da inovação

A inovação tecnológica tem permitido que este gigante chinês do comércio eletrónico esteja na vanguarda em termos de robótica e automação:

  • É primeira empresa do mundo a fazer entregas comerciais através de drones;
  • É a primeira empresa a criar um armazém B2C totalmente automatizado;
  • É pioneira na definição de um padrão global para a logística de comércio eletrónico, com entrega no mesmo dia ou no dia seguinte em qualquer lugar da China;
  • Aposta no desenvolvimento de veículos de entrega, armazéns e lojas não tripulados;
  • Cria ferramentas de inteligência artificial que permitem obter padrões de consumo e outras informações relevantes sobre o comportamento dos consumidores chineses.

Para atingir este nível de excelência, a empresa aposta em programas de pesquisa e desenvolvimento em áreas chaves de negócio, tal como em ferramentas sofisticadas de entrega e na investigação em inteligência artificial. Prova disso é o seu “Silicon Valley R&D Center” em Santa Clara, na Califórnia (EUA). Aqui, a empresa concentra um núcleo de talentos em áreas como a computação, Big Data, IA, que se dedicam inteiramente a aprimorar a experiência de e-commerce para máxima satisfação do consumidor final e dos seus parceiros comerciais.

JD Worldwide: divisão dedicada às vendas internacionais

A empresa JD foi fundada em 1998 e, inicialmente, dedicava-se à venda de artigos eletrónicos.O modelo de negócio desta empresa transitou para o e-commerce em 2004, momento a partir do qual se passou a chamar JD.com. 

Em 2008, a empresa alargou o foco de distribuição online, passando a comercializar todo o tipo de artigos e, em 2010, inaugurou o seu primeiro marketplace agregador de produtos na China. Quatro anos mais tarde, em 2014, a JD tornou-se a primeira empresa de e-commerce da China listada na Bolsa de Valores de Nova Iorque. Um ano mais tarde, em 2015, inaugurou a divisão JD Worldwide, focada no comércio cross-border de produtos importados. 

Ao operar também nos mercados internacionais, sobretudo com presença em países do sudoeste asiático, a JD Worldwide permite aos expatriados chineses nestas regiões o acesso a um leque maior de produtos importados. Conforme transmitido pela Vice-Presidente do Grupo, Srª Christine Wong, numa entrevista concedida à AICEP em setembro de 2021, “a logística internacional do grupo JD.com engloba armazéns e uma vasta rede de transportes, que se estende a mais de 100 países e regiões. No final de 2020, a JD Worldwide tinha estabelecidos 32 entrepostos comerciais na China e no estrangeiro, num total de 440 mil metros quadrados. A JD Worldwide compromete-se igualmente a construir um canal global de 48 horas, dando resposta em 48 horas para entregas internacionais em países designados para além da China, e um prazo de 48 horas para entregas locais em vários países".

O negócio de vendas internacionais da JD Worldwide dedica-se ao fornecimento de produtos de qualidade aos consumidores chineses residentes no estrangeiro, bem como ao apoio do crescimento de PME na plataforma independente JOYBY e outras plataformas internacionais, de terceiras partes, como a Walmart, Wish e o Ebay.

A JD Worldwide também disponibiliza serviços integrados de trading profissional, bem como soluções industriais para clientes que revelam estas exigências, dando resposta ao compromisso de promover um ecossistema de comércio internacional que reduz os processos intermediários, os custos de transação e, consequentemente, aumenta o lucro das empresas”. 

Como fazer parte do universo JD?  

Em 2020, o grupo JD.com inaugurou um pavilhão virtual dedicado à venda de produtos portugueses, cumprindo um acordo assinado em 2018 com a AICEP.

Numa primeira fase, este projeto dedicou-se à comercialização de vinhos portugueses e, numa segunda fase, alargou o âmbito da oferta neste marketplace a mais produtos portugueses, tais como cerveja e café.

A operação deste marketplace segue o procedimento tradicional do comércio eletrónico na China. O fornecedor português fornece mercadorias, neste caso vinhos, ao importador ou distribuidor local (que é o Eternal Asia), que por sua vez opera o marketplace. O operador chinês controla o processo logístico e é responsável pela performance do marketplace, realizando ações promocionais, físicas e online, com o objetivo de assegurar o maior número de visitantes. 

Recorde-se que o JD.com não realiza importações diretas dos produtos, disponibilizando apenas a plataforma digital para venda dos mesmos. Por isso, a implementação destes marketplaces requere, por norma, uma terceira parte responsável pelo processo de importação e armazenamento das mercadorias, operação da loja online e envio dos produtos ao consumidor final. O mesmo procedimento é seguido pelas  plataformas Tmall e Taobao da Alibaba e demais principais plataformas de comércio eletrónico chinesas.

A título de curiosidade, no primeiro semestre de 2021, o Pavilhão Nacional de Portugal registou vendas na ordem dos 1,4 milhões de yuans, equivalentes a 184 mil euros à taxa de câmbio praticada naquele período, tendo sido vendidas cerca de 27 mil garrafas de vinho e 57,6 mil garrafas de cerveja num total de 84,6 mil garrafas vendidas. A loja nacional recebeu o certificado de “Good Shop”, atribuído pelo marketplace JD.com. Esta é a certificação de maior nível no JD.com, pontuando os seguintes aspetos dos produtos:

  • Qualidade; 
  • Avaliação dos clientes; 
  • Serviço de consultoria; 
  • Feedback do cliente; 
  • Eficiência de entrega e logística; 
  • Serviço pós-vendas; 
  • Resolução de disputas;
  • Serviço personalizado.

Tire partido da parceria entre a JD e a AICEP

Para conhecer mais aprofundadamente e fazer parte deste universo da JD poderá contar com o apoio e orientação da AICEP, que é entidade parceira da JD. 

Podemos ajudá-lo a perceber qual o grau de aceitação do seu produto no mercado chinês e quais as vantagens resultantes duma parceria com o JD.com para o seu negócio? Para tal, basta fazer o registo na área de cliente  MY AICEP.

Veja também:

Exportar para a China: oportunidades de um país em crescimento

Conheça os maiores marketplaces do seu setor de atividade

A AICEP opera em 55 mercados: conheça a nossa rede externa

 

Notícias AICEP

Maxiglobal apresenta soluções no Data Centre World em Paris

AICEP

Empresa portuguesa marca presença no evento que reúne os principais players do setor.

  • França
  • TIC

41 Empresas portuguesas participaram na MICAM

AICEP

Os empresários portugueses mostravam boas expetativas para esta exposição e o balanço revelou-…

  • Itália
  • Calçado

Portugal sobe duas posições no European Innovation Scoreboard

AICEP

O desempenho nacional aumentou 6,4 pontos percentuais entre 2015 e 2022.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório