Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
07 de Junho 2022

Como começar a exportar passo a passo

AICEP

Ter produtos ou serviços diferenciadores é, por si só, uma boa razão para procurar novos mercados fora de Portugal. Mas como começar a exportar? Quais os passos a dar para garantir uma internacionalização bem-sucedida?  

Para quem não conhece a realidade dos mercados internacionais e sempre trabalhou apenas para o mercado nacional, começar a exportar pode intimidar. E, admitamos, muitas vezes pode até parecer um objetivo tão distante e impossível que muitos empresários desistem antes de começar. 

No entanto, as vantagens da internacionalização são muitas, entre elas: a diversificação de mercados, o crescimento da empresa, a captação de novos clientes, mais know-how, a diminuição da dependência do mercado nacional e a concretização de novas parcerias.

Além disso, como a qualidade do “Made in Portugal” é internacionalmente reconhecida, uma parte da tarefa pode já estar facilitada. Mas, ainda assim, falta tudo o resto. E, para quem nunca exportou, pode parecer uma tarefa avassaladora.

Quatro passos para começar a exportar

Na verdade, começar a exportar é um processo que deve ser feito em quatro passos, contando com o apoio e a experiência da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP). 

É a nossa missão promover a internacionalização das empresas portuguesas e apoiar a sua atividade exportadora. Seja para quem ainda está no início do processo, seja para quem já exporta, é sempre bom poder contar com os conselhos de quem conhece melhor o caminho.

Assim, e mesmo que não tenha ainda delineado uma estratégia para começar a exportar, pode começar do zero e contar com a AICEP para percorrer estas quatro etapas. Comece por registar-se na área de cliente MY AICEP e depois pode avançar para a primeira etapa.

Etapa 1: o diagnóstico

O aconselhamento no apoio à internacionalização é personalizado. Por isso, é importante que a AICEP fique a conhecer melhor a sua empresa, percebendo não só as expectativas, mas também se está preparada para começar a exportar.  

Na fase de diagnóstico, que começa com o preenchimento de um formulário, vai dar a conhecer a sua empresa. Nesta etapa, além de algumas informações de base, poderá também revelar os seus objetivos de internacionalização e explicar quais as necessidades de apoio.

Se, após o diagnóstico, a AICEP entender que ainda é cedo para iniciar o processo de internacionalização, será encaminhado para recursos que o ajudem a fazer essa preparação.

Caso a sua empresa já esteja preparada para iniciar o processo de internacionalização, receberá acesso à MY AICEP, passando à fase de selecionar mercados e iniciar um Plano de Ação para a exportação

O que é a MY AICEP?

É uma área reservada que disponibiliza ferramentas inteligentes e conteúdos à medida da sua empresa. Aqui encontrará, por exemplo, os dados recolhidos automaticamente sobre a sua empresa, nomeadamente informações encontradas no Instituto dos Registos e do Notariado e no Instituto Nacional de Estatística.

Tendo em conta estes dados e o setor de atividade, são sugeridos estudos de mercado, agenda de eventos, notícias e oportunidades de negócio tanto na sua área como em setores complementares. Isto é, começará já a receber aconselhamento customizado e direcionado para a sua empresa, essencial para começar a chegar a novos mercados.

Se já for uma empresa exportadora, recebe informação útil sobre eventos ou oportunidades nos mercados onde já opera.

Etapa 2: seleção de mercados

Cada empresa tem características próprias e, mesmo dentro da mesma empresa, há produtos ou serviços com maior potencial para determinados mercados.

Começar a exportar é, afinal, como estar no início de um caminho com muitas direções. Qual deles seguir? Qual o mais adequado aos seus objetivos? 

Nesta etapa, e com base na informação já recolhida, são sugeridos os mercados que vão ao encontro dos objetivos da sua empresa. Mais do que isso: saberá também quais as dificuldades com que se poderá deparar e qual a melhor forma de as ultrapassar.  

Assim, se a sua empresa ainda não é exportadora, é sugerido um país para iniciar as exportações. Se já tem um processo de internacionalização em curso, poderá escolher novos mercados para diversificar a atividade internacional. 

E se estiver a pensar num determinado mercado, mas os especialistas da AICEP entenderem que não é a melhor opção? Nesse caso são propostas alternativas que melhor se adequem ao perfil da sua empresa.  

Encontrado o mercado certo, é altura de avançar para a terceira etapa. 

Etapa 3: o plano de ação

Está agora mais perto de começar a exportar. Na sua área reservada na MY AICEP vai ter acesso a um plano de ação customizado e desenhado para o mercado escolhido. 

Em que consiste este plano? Identifica ações, oportunidades de negócio, formação de quadros e consultoria específica. 

É uma espécie de guia de ação, com as abordagens mais indicadas aos objetivos e características da sua empresa. Pode incluir, por exemplo, uma ação de capacitação, deslocação ao mercado, análise das tendências do consumidor, agenda de contactos com players do setor ou a presença numa feira.

Isto é, o processo entra agora numa fase mais prática, em que está bastante mais perto de começar a exportar. 

O plano de ação propriamente dito está dividido em duas fases: preparação e entrada no mercado. 

Na preparação é disponibilizada informação útil que, como vimos, pode ir de formação à indicação de potenciais clientes ou parceiros nesse novo mercado. 

Na fase de entrada no mercado, o trabalho já é feito “no terreno”. Ou seja, poderá já ter reuniões locais ou participar em feiras ou eventos que permitam contactar com potenciais clientes.  

Etapa 4: a entrada no mercado

Chegou à etapa final, o da entrada no mercado, mas também à primeira fase de uma nova oportunidade para a sua empresa.  A AICEP continuará, no entanto, a acompanhar todo o processo, antecipando e ajudando, por exemplo, a resolver questões a nível alfandegário.

Nesta fase, terá o apoio das delegações AICEP no estrangeiro para encontros com importadores, distribuidores, agentes e parceiros comerciais e para a intermediação junto de autoridades locais. 

O acompanhamento estende-se, igualmente, a iniciativas de prospeção e promoção. Pode, a este propósito, usar espaços da AICEP para mostras de produtos e outro tipo de eventos. 

Agora que já sabe como começar a exportar, pode continuar a procurar novos mercados. Mais uma vez, pode recorrer à MY AICEP para escolher outro destino para os seus produtos e iniciar um novo plano de ação.

Veja também:

Como traçar um plano de ação para a internacionalização?

Desafios legais no e-commerce internacional

Guia prático para PME: como exportar através do e-commerce

 

Notícias AICEP

AICEP: 15 anos a fazer Crescer as Exportações

AICEP

A AICEP celebra 15 anos de atividade. Uma década e meia a mexer o ponteiro da economia nacional.

Inovação portuguesa conquista mercado da automação industrial

AICEP

Introsys é uma empresa portuguesa com projetos implementados em 16 países.

Amazon vai abrir loja online para a Bélgica

AICEP

Nova loja cria oportunidade para empresas portuguesas venderem online para o mercado belga.

  • Amazon

Partilhe esta página

Campo Obrigatório