Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
29 de Setembro 2022

Por que apostar no mercado das Multilaterais?

AICEP

Pretende exportar ou investir em países em desenvolvimento? Sabia que as Multilaterais são grandes players que podem contribuir para a sua expansão nestes mercados?

As organizações Multilaterais internacionais são organizações supranacionais e que têm como acionistas os Estados. Estas organizações caracterizam-se por promover o desenvolvimento dos seus países de operação, que variam de organização para organização. 

Além da participação de Portugal na União Europeia e no Sistema das Nações Unidas, Portugal é acionista de nove Instituições Financeiras Internacionais (IFI) de relevo. Essas IFI são as seguintes:

  • Grupo Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD);
  • Grupo Banco Mundial (Grupo BM);
  • Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID);
  • Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF);
  • Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD);
  • Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (BAII);
  • Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento (BERD);
  • Grupo Banco Europeu de Investimento (Grupo BEI);
  • Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB).

As oportunidades do mercado das Multilaterais

A participação de Portugal nestas organizações gera inúmeras oportunidades para as empresas nacionais: seja por via das exportações, através do Procurement gerado pelos projetos financiados pelas Multilaterais; seja por via do financiamento de projetos de investimento por parte de empresas e investidores nacionais.

Por via do Procurement

O Procurement é realizado, em regra, através de concursos publicados online para o fornecimento de serviços, bens e obras. 

Os principais benefícios deste género de concursos abarcam o cumprimento de regras pré-estabelecidas, processos de adjudicação abertos, competitivos e transparentes, redução dos riscos de não cumprimento pela entidade adjudicatária e financiamento garantido pela Multilateral. Para não falar de toda a informação a que se pode aceder antes da publicação dos concursos, facilitando decisões estratégicas e um atempado posicionamento.

Por via do financiamento de projetos de investimento

Já no financiamento de um projeto, é a empresa que o deve solicitar junto da Multilateral ou instituições financeiras intermédias. Dentro dos principais instrumentos financeiros destacam-se os empréstimos, participação em regime de equity/quasi-equity, garantias e subvenções. 

Estes financiamentos são obtidos em condições vantajosas e flexíveis e ajustadas ao mercado e setor, existindo também o benefício de associação do projeto à reputação da Multilateral bem como o conforto de a ter como parceira, permitindo a partilha e minimização de riscos.

O Grupo de Trabalho das Multilaterais (AICEP e GPEARI-MF)

Para apoiar todas as entidades portuguesas em todas as fases do seu relacionamento com as Multilaterais, bem como para qualquer esclarecimento, existe o Grupo de Trabalho das Multilaterais, constituído pela AICEP e pelo Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais do Ministério das Finanças (GPEARI-MF). 

O Grupo organiza regularmente eventos, seminários, ações de capacitação, webinars, missões empresariais e reuniões bilaterais com especialistas e representantes nas Multilaterais. E, sobretudo, existe para partilhar informação/conhecimento, facilitar contactos e prestar apoio personalizado. 

Para iniciar este processo, aconselhe-se com o seu Gestor de Cliente na área reservada MY AICEP

Exportar com as Multilaterais é apostar num mercado com processos transparentes e concorrenciais. Investir com as Multilaterais é a certeza de ter o melhor parceiro possível. Explore quais as oportunidades que existem para a sua empresa!

Um Mundo de Oportunidades e os resultados estão à vista

Todos os anos, o Grupo de Trabalho das Multilaterais publica um folheto com os resultados da participação de Portugal no mercado das Multilaterais, tendo por base as estatísticas oficiais das Multilaterais de valores afetos a Portugal. A estes resultados, acrescem todos os contratos obtidos por entidades nacionais ao nível de subvenções, de contratos angariados com sucursais nos mercados, como membros de consórcios em que não são o líder e como subcontratados.

Consulte os resultados com os últimos dados completos disponíveis de 2020 divulgados no folheto anual Retorno para a Economia Nacional Resultante da Participação de Portugal nas Multilaterais, do Grupo de Trabalho das Multilaterais.

 

Veja também:

Investimento Direto Português no Estrangeiro: o que é e enquadramento

Como prospetar e captar clientes estrangeiros?

O que esperar da AICEP no apoio à exportação?

Notícias AICEP

Meios de pagamento internacionais: as opções para empresas

AICEP

Quais os meios de pagamento utilizados no comércio internacional? Conheça os principais.

Exportações são o maior contributo para o crescimento económico

AICEP

Exportações portuguesas, de janeiro a setembro de 2022, representaram 49,9 por cento do PIB.

Espanha premeia transformação digital industrial

AICEP

Advanced Factories, evento espanhol de tecnologia industrial, vai premiar empresas inovadoras.

  • Espanha
  • Multisetor

Partilhe esta página

Campo Obrigatório