Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório

Casos de sucesso: SERIP

Uma forma diferente de trabalhar o vidro e o bronze.

A Mário J. Pires começou por ser uma empresa tradicional de iluminação, mas cedo começou a olhar para o vidro e para o bronze de uma forma diferente, transformando-os em esculturas inspiradas na natureza. Criou a marca SERIP, que já chegou a cerca de 70 países e ilumina hotéis ou restaurantes de luxo nos vários continentes.

Na fábrica da SERIP há andorinhas e nenúfares feitos de vidro, gotas que escorrem do bronze ou luas iluminadas na parede. Naqueles 3000 metros quadrados, prestes a aumentar porque a empresa irá mudar de instalações, o barulho e a chama da soldadura quase contrastam com a delicadeza das obras. Está-se num “laboratório”, cada projeto é único e sai das mãos de técnicos e artesãos.

As obras de iluminação da SERIP podem chegar aos vários milhares de euros, mas quem as compra sabe que encomendou uma peça única e que, ao longo do projeto, pôde escolher entre cerca de 30 cores de vidro e diferentes colorações de metal. As coleções têm nomes como Aqua, Liquid, Voa, Coral ou Nenúfar e não é por acaso. A empresa começou por inspirar-se na natureza e encontrou aí um caminho que a distingue de tantas outras. “Somos um povo atlântico, temos o mar, a montanha, somos entendedores do que é a natureza e a nossa empresa gosta de tentar reproduzir isso em peças”, diz Mário Rui Pires, CEO da empresa.

Atualmente a SERIP fatura cerca de 8 milhões de euros e emprega 80 pessoas. O seu processo de internacionalização começou por Espanha e a estratégia tem passado pela participação nas principais feiras do sector, como a Maison et Objet, em França. “As pessoas gostam de tocar, de sentir os ramos, as folhas e o vidro, têm perguntas sobre como é feito o vidro e nós somos uma empresa com conhecimento. Não compramos para vender, fazemos tudo”, explica Mário Rui Pires.

Através de acordos com agentes locais, a SERIP tem lojas só com produtos da marca em Pequim, Jacarta e Singapura, para além de estar presente em outras lojas multimarca nos Estados Unidos. Rússia, Austrália e Vietname. Depois de começar a vender nos países mais próximos a empresa conquistou clientes na China ou na Rússia, que são dois dos seus principais mercados para além dos Estados Unidos ou de países como França, Itália, Qatar, Emirados Árabes Unidos ou Arábia Saudita.

Começámos por Espanha, e depois começámos a ter clientes no Médio Oriente, na China, em diversos países. Foi um trabalho muito árduo porque pensávamos que era muito fácil exportar.

Recorda Mário Rui Pires. Sendo uma empresa de iluminação foi necessário tratar de diversas certificações.

O mercado britânico também tem sido uma aposta importante, servindo como ponte para Hong Kong, onde acabam por ser desenvolvidos vários projetos preparados em gabinetes de arquitetura britânicos. Finalmente, “o mercado russo tem crescido bastante e a China também é um mercado de luxo muito importante, devido à dimensão e à sua postura cultural sobre o que é o luxo”.

As peças da SERIP iluminam espaços como o empreendimento de luxo Chalet Le Rocher, em Val d’Isère, França, o Simpsons Restaurant, em Londres, ou o empreendimento Villa Seis na Quinta do Lago, Algarve. Por diversas vezes a empresa venceu os prémios PME Líder ou PME Excelência ou outras distinções atribuídas, por exemplo, pela Câmara Municipal da Amadora.

Sendo uma empresa de artigos de iluminação de luxo, a SERIP pretende manter-se assim, com uma dimensão contida e um caráter artesanal. “Não podemos ser uma empresa que produz muito”, sublinha Mário Rui Pires. “A nossa dimensão não nos permite ser concorrente de empresas que fazem em quantidade, e a nossa postura foi sempre investir em matérias-primas de valor acrescentado, como o bronze e o vidro”. Por outro lado, essas matérias-primas clássicas e nobres são complementadas com as mais recentes inovações tecnológicas na área da iluminação. “O que está escondido lá dentro é do mais tecnológico que pode haver”, adianta Mário Rui Pires. “Estamos sempre a investigar, e quanto menos gastarmos em energia mais defendemos o nosso planeta”.

Faça da sua empresa um caso de sucesso

Entre na MY AICEP para aceder a estudos de mercado, eventos e recomendações para o seu setor de atividade.

Campo Obrigatório