Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório

WEBINAR RÚSSIA - VINHOS - 2020

Rússia
  • Ação gratuita
  • Vinho
  • Live streaming
  • 26 de Novembro 2020

Webinar Rússia – Vinhos

Situação Atual e Novas Condições de Mercado

A AICEP vai promover no dia 26 de novembro às 9 horas um webinar dedicado ao setor do Vinhos na Rússia, uma iniciativa integrada num conjunto de sessões online para ajudar as empresas portuguesas a conhecer a situação nos diferentes mercados e a encontrar respostas para enfrentar o atual contexto de pandemia.

Este webinar contará com a participação de Nuno Lima Leite, delegado da AICEP em Moscovo, que abordará as principais características, vantagens e desafios do mercado russo, e do jornalista Sergey Panov, especialista no setor do vinho, que centrará a sua apresentação nas oportunidades para os vinhos portugueses na Rússia e nas melhores formas de abordar o mercado, incluindo as feiras profissionais e os principais canais de promoção. 

Autor de diversos artigos em revistas russas e internacionais dedicadas ao vinho (Meininger's Wine Business International, Simpe Wine News, ou Republic.ru), Sergey Panov tem organizado diversos eventos de promoção para a Wines of Germany Russia ou o Instituto dos Vinhos da Califórnia na Rússia, tendo recebido o diploma e o certificado de ouro de sommelier da Associação Internacional de Sommeliers.

A Federação Russa, uma das doze principais economias mundiais, é dos maiores mercados de consumo da Europa. Possui uma população de cerca de 147 milhões de habitantes, aos quais muitas vezes se juntam os 40 milhões de consumidores dos outros 4 países-membros da União Económica Eurasiática (Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão e Quirguistão). Cerca de 10% da população dispõe de grande poder de compra e enorme propensão para o consumo de produtos exclusivos, de segmento alto.

O índice de consumo de álcool per capita na Rússia é dos mais elevados do mundo (5º) e, embora predomine o consumo de cerveja e vodka, o vinho tem vindo a adquirir grande popularidade na última década, tendo o seu consumo aumentado cerca de 8% nos últimos anos.

Em 2019 a Rússia foi o 9º maior importador mundial de vinho, segundo o International Trade Centre. Comprou cerca de mil milhões de euros, o que corresponde a 3,2% das importações mundiais deste produto. Portugal foi o 6º fornecedor de vinho da Rússia, com uma quota de 2,5% (26,1 milhões de euros). A Rússia, por sua vez, foi o 21º cliente de vinhos portugueses.

Apesar de muito concorrencial, o mercado russo de vinhos é cada vez mais aberto a nichos de mercado e apresenta boas perspetivas, sobretudo no segmento premium, em que os vinhos portugueses se destacam pela excelente relação qualidade/preço, o que representa um importante potencial para os exportadores portugueses deste produto.

 

Assista ao webinar e coloque as suas questões. Esta sessão será realizada em Inglês.

Programa

WEBINAR RÚSSIA - VINHOS

Esta sessão realiza-se através da plataforma BBB, com inscrições gratuitas, em inglês, no dia 26 de novembro às 9:00. Conta com uma breve apresentação de mercado feita pelo delegado da AICEP em Moscovo, Nuno Lima Leite. Tem um orador especialista no mercado dentro do setor dos vinhos, jornalista e sommelier, Sergey Panov. A moderador desta sessão está a cargo da DP, através da Isabel Gorjão. Terá uma duração aproximada de 1:30.

A AICEP vai promover no dia 26 de novembro um webinar dedicado ao setor do Vinhos na Rússia, uma iniciativa integrada num conjunto de sessões online para ajudar as empresas portuguesas a conhecer a situação nos diferentes mercados e a encontrar respostas para enfrentar o atual contexto de pandemia.
Este webinar contará com a participação de Nuno Lima Leite, delegado da AICEP em Moscovo, que abordará as principais características, vantagens e desafios do mercado russo, e do jornalista Sergey Panov, especialista no setor do vinho, que centrará a sua apresentação nas oportunidades para os vinhos portugueses na Rússia e nas melhores formas de abordar o mercado, incluindo as feiras profissionais e os principais canais de promoção. 
Autor de diversos artigos em revistas russas e internacionais dedicadas ao vinho (Meininger's Wine Business International, Simpe Wine News, ou Republic.ru), Sergey Panov tem organizado diversos eventos de promoção para a Wines of Germany Russia ou o Instituto dos Vinhos da Califórnia na Rússia, tendo recebido o diploma e o certificado de ouro de sommelier da Associação Internacional de Sommeliers.
A Federação Russa, uma das doze principais economias mundiais, é dos maiores mercados de consumo da Europa. Possui uma população de cerca de 147 milhões de habitantes, aos quais muitas vezes se juntam os 40 milhões de consumidores dos outros 4 países-membros da União Económica Eurasiática (Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão e Quirguistão). Cerca de 10% da população dispõe de grande poder de compra e enorme propensão para o consumo de produtos exclusivos, de segmento alto.
O índice de consumo de álcool per capita na Rússia é dos mais elevados do mundo (5º) e, embora predomine o consumo de cerveja e vodka, o vinho tem vindo a adquirir grande popularidade na última década, tendo o seu consumo aumentado cerca de 8% nos últimos anos.
Em 2019 a Rússia foi o 9º maior importador mundial de vinho, segundo o International Trade Centre. Comprou cerca de mil milhões de euros, o que corresponde a 3,2% das importações mundiais deste produto. Portugal foi o 6º fornecedor de vinho da Rússia, com uma quota de 2,5% (26,1 milhões de euros). A Rússia, por sua vez, foi o 21º cliente de vinhos portugueses.
Apesar de muito concorrencial, o mercado russo de vinhos é cada vez mais aberto a nichos de mercado e apresenta boas perspetivas, sobretudo no segmento premium, em que os vinhos portugueses se destacam pela excelente relação qualidade/preço, o que representa um importante potencial para os exportadores portugueses deste produto.
 

Inscrições Encerradas

webinar dedicado ao setor do Vinhos na Rússia

Nuno Lima Leite

Oportunidades para os vinhos portugueses na Rússia

Sergey Panov

Oradores

Organização

  • AICEP

Campo Obrigatório