Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório

Como Vender Em: Turquia

Turquia
  • Ação paga
  • Porto, Rua Julio Dinis, n.º 48 - 9 Dto
  • 17 de Junho 2020 a 19 de Junho 2020

Na sequência das novas oportunidades de negócios proporcionadas pelo crescimento do mercado turco, mesmo num contexto de grande competitividade e exigência e visando incrementar o comércio e o investimento bilaterais entre Portugal e a Turquia, convidamo-lo a participar nesta ação concebida à medida dos seus interesses que pretende responder a questões específicas colocadas pelas empresas nas suas Fichas de Inscrição e prestar aconselhamento personalizado sobre como vender na Turquia, numa perspetiva de primeira abordagem, de qualificar e desenvolver o seu negócio ou de investir neste mercado que tendo já alguma relevância para nós, também regista um crescente interesse a nível empresarial.

Para o efeito, são agendadas reuniões individuais de 60 minutos com a Responsável pelo Ponto de Rede da AICEP em Ancara, Celeste Mota que se desloca propositadamente a Portugal.

Aproveite esta oportunidade de enriquecer os seus conhecimentos, esclarecer as suas dúvidas e obter o aconselhamento de que precisa para fazer crescer o seu negócio de uma forma sustentável e segura num mercado de enorme potencial e localização geográfica estratégica.
 

Porquê a Turquia?

 ▪  Faz parte das vinte maiores economias mundiais, com um dos mais fortes crescimentos entre os países da OCDE, nos últimos anos, registou, em 2018, um produto interno bruto de 764,5 mil milhões de USD e um PIB per capita estimado em 9.330 USD (EIU – The Economist Intelligence Unit). Tem um setor empresarial muito dinâmico que é o motor da economia turca.

 ▪  Mercado emergente de grande potencial, com um importante e crescente significado geopolítico, sendo o principal elo de ligação entre o ocidente e o oriente na Europa.

 ▪  Considerada por muitos pelo seu forte crescimento económico como o BRIC da Europa, acresce uma localização geográfica estratégica e um papel muito ativo a nível diplomático, junto dos países da Ásia Central e Médio Oriente, nos Balcãs e em África.

▪  País transcontinental com uma economia livre em franca expansão e reformas em curso que a aproximam, gradualmente, dos padrões comunitários, é já tida como um gigante diplomático local, embora o processo de adesão à UE se revista de complexidades várias em seja moroso.

 ▪  Estão previstos investimentos significativos, nos próximos anos, em projetos focalizados nos setores dos Transportes (em especial o marítimo e ferrovias, sobretudo em Istambul), Energias Renováveis, Construção, TIC’s e Turismo, dando continuidade às políticas dos últimos governos.

 ▪  Manutenção da tendência de crescimento das importações (as previsões do EIU em relação a 2020 apontam para estimativas de crescimento da ordem dos 15,9%), fruto de uma população jovem (a média de idades etária ronda os 31 anos), ávida de produtos inovadores e design, em setores tecnologicamente avançados e com uma forte apetência pelas mais recentes tecnologias de informação e marcas estrangeiras (ex. telemóveis, mobiliário, vestuário, materiais de construção, TIC’S).

 ▪  Está entre os vinte países mais populosos do mundo (81,9 milhões de consumidores dos quais dois terços são jovens, em 2018) e, em termos de idade média, é das mais jovens de toda a Europa.

 ▪  Considerada de baixo risco geral e económico, tem um ambiente favorável ao investimento (em resultado dos esforços feitos na eliminação de custos de contexto e nas garantias oferecidas aos investidores, na simplificação administrativa e na política de aproximação à UE) e ao estabelecimento de parcerias, até para explorar oportunidades em mercados terceiros onde marca forte presença (ex. Azerbaijão, Cazaquistão, Turquemenistão, Iraque, Irão, Geórgia, etc.), sendo uma boa aposta neste contexto. As áreas mais atrativas de investimento, pelo seu elevado potencial para as nossas empresas, estão nos setores da Energia, Turismo, Construção, Automóvel e Meio Ambiente.

 ▪  Foram identificadas oportunidades de negócio de grande potencial face às caraterísticas da nossa oferta, em particular, nos setores da Construção, Aeronáutica, Turismo de Saúde, Têxtil, Automóvel, TIC’s, Máquinas, Material de Elétrico, Plásticos,  Energias Renováveis,  Farmacêuticos, Químicos, Papel.

 ▪  No âmbito do relacionamento bilateral e a nível do comércio (no período 2014-2018, o crescimento médio anual das nossas exportações foi de 3%), há muito espaço para crescer face ao baixo grau de penetração dos nossos produtos, pois a Turquia sendo um parceiro comercial com alguma relevância, ainda é apenas o nosso 17.º cliente.

 ▪  Existência de uma União Aduaneira entre a UE e a Turquia, com o desmantelamento progressivo de barreiras alfandegárias à entrada de produtos no mercado turco; de um Acordo de Promoção e Proteção Recíprocas de Investimentos e de uma Convenção para Evitar a Dupla Tributação e Prevenir a Evasão Fiscal em Matéria de Impostos sobre o Rendimento, bem como outros Acordos bilaterais que são instrumentos facilitadores do incremento do relacionamento bilateral; a que acrescem as várias Missões Oficiais realizadas ao mercado, com resultados auspiciosos para as empresas participantes.

Local: Porto, Rua, Júlio Dinis, n.º 748, 9.º Dir.  

Hora: Reuniões bilaterais, em horário a agendar oportunamente

Inscrição: Até ao final do dia 3 de abril de 2020, ao seu Gestor de Cliente ou, na falta deste, ao contacto indicado na Ficha

Valor Participação: 147,60 € (IVA incluído) por empresa, após aceitação inscrição

 

Normas e condições

Inscrições Encerradas

Organização

  • AICEP

Campo Obrigatório