Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
28 de Novembro 2023

Vender na Farfetch: vantagens e oportunidades para as empresas

Artigo AICEP

A Farfetch é um marketplace global de artigos de luxo que apresenta muitas oportunidades para as empresas nacionais. Conheça-as.

O amor à moda esteve na origem da criação da Farfetch, em 2007. Hoje, a empresa fundada pelo português José Neves é um marketplace global disponível em mais de 190 países e uma referência no segmento dos artigos de luxo.

É um dos maiores marketplaces do mundo. Começou com uma plataforma de e-commerce para boutiques de luxo (25 boutiques em 5 países), evoluindo até se tornar num marketplace que reúne milhares de marcas conceituadas.

Além das vendas online e da gestão de marcas próprias através da New Guards Group, a Farfetch tem apostado no desenvolvimento tecnológico, melhorando a experiência para vendedores e consumidores.

As questões relacionadas com a sustentabilidade — de que o Second Life, uma plataforma para vender malas de luxo em segunda-mão é um dos exemplos mais visíveis — também merecem a atenção da empresa. Conheça melhor este marketplace.  

Farfetch: números e dados 

A Farfetch tem clientes em mais de 190 países e territórios e artigos de cerca de 50 países, incluindo mais de 1400 marcas, lojas e grandes armazéns. Este marketplace é, assim, uma montra global para artigos de luxo, que vão desde roupas e acessórios a homeware ou joias.

Vender na Farfetch: como aproveitar a oportunidade?

As empresas nacionais cujo portefólio e segmento se enquadrem na filosofia da Farfetch têm, neste marketplace, uma oportunidade de expansão para novos mercados e um enorme potencial de novos clientes.

A plataforma seleciona os vendedores, enfatizando valores como a integridade, interesse em moda/tecnologia e relação qualidade/preço.

Além disso, atribui bastante importância às questões relacionadas com a sustentabilidade em toda a cadeia de valor. Ou seja, valoriza fornecedores com certificações como a EcoVadis ou o Inclusive & Sustainability Program ou que estejam dispostos a submeter-se a este tipo de avaliação.   

O que é necessário para vender na Farfetch?

As empresas que queiram fazer parte desta plataforma devem contactar a Farfetch e fornecer alguns dados para um contacto inicial. Mais tarde, terão de preencher o Vendor Creation Template com toda a informação necessária para criar um perfil.

Para vender na Farfetch é igualmente necessário aceitar os termos e condições, bem como os códigos de conduta e políticas como o Modern Slavery Statement, que representa um compromisso em questões como a inclusão, economia circular ou combate ao tráfico humano.   

Além do cumprimento destes requisitos, a plataforma pode pedir que seja assinado um NDA (Acordo de Confidencialidade). É também comum que a Equipa de Compras da Farfetch peça mais informações antes de decidir.

Antes da aceitação terá de ser estabelecido um acordo/contrato de preço entre a plataforma e a empresa. Só depois é possível dar os passos seguintes para começar a vender neste marketplace.

Vantagens de vender na Farfetch

A dimensão da Farfetch e o número de potenciais clientes são, logo à partida, duas grandes vantagens para as empresas nacionais que procuram a internacionalização e que têm como público-alvo um consumidor que valoriza a qualidade.

A experiência de compra proporcionada pela plataforma — e que é também algo bastante valorizado pelos e-consumidores mais exigentes — é outra vantagem, já que permite uma ligação mais forte entre o cliente e a marca. 

Para que esta experiência seja ainda mais diferenciadora, a plataforma está a apostar em tecnologias como In-Store Technology, que visa dar, ao comprador online, um nível de interação semelhante às compras offline.

Tecnologias como a realidade aumentada imersiva ou VTO (Virtual Try On) permitem que um comprador, em qualquer parte do mundo, possa “experimentar” os artigos ou ver detalhes das peças, tal como faria numa loja física.

A Farfetch também usa a tecnologia para melhorar o serviço ao cliente, criando interações mais personalizadas entre as marcas e os consumidores.

As soluções de logística FPS Logistics Pro são outra vantagem deste marketplace, já que simplificam o processo de venda para qualquer ponto do mundo, assegurando também trocas e devoluções.

A possibilidade de usar a Farfetch para chegar ao mercado chinês é, também, um ponto interessante para as empresas que tenham como objetivo vender para a China. A plataforma permite que os vendedores tenham acesso à tecnologia necessária para operar neste país, gerando uma experiência mais localizada para os consumidores do país.

Internacionalização e e-commerce: como unir os dois mundos?

Marketplaces como a Farfetch são, para as empresas nacionais, uma oportunidade imperdível para entrarem em novos mercados, conquistem novos clientes e levem as suas marcas para patamares mais elevados em termos de negócios e de reputação.

O comércio eletrónico tem, no entanto, especificidades e desafios que, pelo menos numa fase inicial, podem parecer complexos.

A AICEP, enquanto parceira na internacionalização, ajuda a tornar o processo mais simples, esclarecendo, apoiando e sugerindo as estratégias mais adequadas. Faça hoje o registo na MY AICEP e comece por fazer um diagnóstico de e-commerce à sua empresa.

 

Veja também:

Quais as principais tendências do e-commerce B2B e C2C?

A importância do marketing digital no e-commerce

Cibersegurança no comércio eletrónico: guia de boas práticas

Notícias AICEP

O que é o código pautal e qual a sua importância nas…

AICEP

O código pautal é atribuído às mercadorias e é essencial para procedimentos aduaneiros.

Primeiro satélite desenvolvido em Portugal lançado hoje

AICEP

O MH-1 é o primeiro satélite desenvolvido, construído e operado a partir de Portugal.

  • Aeronáutica

Exportações têm maior contribuição para o crescimento económico

AICEP

Exportações têm maior contribuição para o crescimento económico pelo terceiro ano consecutivo.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório