Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
02 de Dezembro 2021

3 melhores marketplaces para vender azeite online nos EUA

AICEP

  • Multimercado
  • Azeite

    O e-commerce alimentar tem vindo a crescer e o seu volume de vendas aumenta globalmente a cada ano que passa. Esta é uma oportunidade para as empresas portuguesas de azeite, que encontram no e-commerce um novo canal para vender fora de portas.

    Descubra então o potencial dos EUA para o azeite português e os marketplaces B2B, B2C e Vertical mais adequados para exportar azeite online para os EUA.

     

    E-Commerce de Azeite nos EUA

    Os EUA são uma potência mundial no que respeita ao e-commerce: 263 milhões de consumidores compram online, inclusivamente alimentos. Neste contexto, os Estados Unidos da América têm 72,7 milhões de dólares de potencial não aproveitado para venda online de Azeite português em marketplaces.

    Alibaba (B2B), Amazon (B2C) e Kroger (Vertical). Para cada tipologia de marketplace, business-to-business, business-to-consumer e vertical, estas são as plataformas de e-commerce que vendem Comida e Bebida com maior volume de tráfego nos EUA, onde a sua empresa poderá ter sucesso na exportação de azeite online.

    Prevê-se que os EUA terão em 2021 um volume de negócios para o segmento Comida e Bebidas no e-commerce de 7,871 mil milhões de dólares, esperando-se um crescimento médio anual de 3,1% para este segmento até 2024. O número de pesquisas no Google que se relacionam com a palavra-chave “Azeite de Oliveira” no país foi de 1,9 milhões em 2020.

    Amazon Shopping app on phone screen

     

    Azeite português nos EUA

    Os Estados Unidos da América (EUA) são o quinto principal destino das exportações portuguesas de Azeite e segundo maior importador mundial. O crescimento das exportações portuguesas para os EUA tem sido constante e acelerou de forma muito significativa entre 2018 e 2019, mais de 55%. Este crescimento deve-se, em grande medida, a distorções da concorrência, uma vez que o mercado americano impôs barreiras à importação de azeite espanhol, mas este contexto torna-se ideal para o reforço da notoriedade do Azeite português no mercado de forma a solidificar vantagens competitivas a médio prazo.

    As pequenas e médias empresas portuguesas de azeite, que apostam em produtos de nicho, diferenciados e com um maior valor acrescentado, têm assim particular potencial para entrar no mercado americano através do e-commerce.

    Esta informação faz parte das conclusões do estudo “Diagnóstico E-Commerce do Setor Agroalimentar Português: Potencial para a criação de um Projeto Agregador”, criado pela AICEP para apoiar as empresas do setor no e-commerce.

    Na área privada MY AICEP encontra este estudo, informação detalhada sobre e-marketplaces e recomendações de plataformas de e-commerce personalizadas para a sua empresa. Registe-se ou faça login na MY AICEP, inicie um plano de ação para exportar online e aceda a toda a informação e apoio que precisa para vender azeite online para os EUA.

    Notícias AICEP

    Crescimento das exportações de bens e serviços portugueses

    AICEP

    Exportações de bens e serviços registam crescimento de 2,1 por cento em novembro de 2021.

    SAGALEXPO ganha força a nível internacional

    AICEP

    Feira dedicada à exportação de produtos portugueses decorre de 7 a 9 de março, na FIL.

    E-commerce B2B e B2C: principais diferenças na abordagem…

    AICEP

    Fique a par das principais diferenças logísticas entre e-commerce B2B e B2C.

    Partilhe esta página

    Campo Obrigatório