Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
11 de Novembro 2020

Empresas e economia circular na Bélgica

AICEP

Bélgica

Segundo um inquérito levado a cabo pela VITO – Centro de Investigação e Desenvolvimento para a Sustentabilidade, 98 por cento das empresas da Região Belga da Flandres experienciaram efeitos negativos nos últimos seis meses, devido à pandemia. No entanto, verifica-se também que duas em cada três empresas com um modelo de negócio circular não sofreram com a falta de matérias-primas e conseguiram manter as suas linhas de abastecimento local.

Esta resiliência é o resultado de uma estratégia conjunta das três regiões autónomas (Valónia, Flandres e Bruxelas) para a transformação da economia da Bélgica numa economia 100 por cento circular, limpa e sem desperdícios. Já em 2016, segundo a UN Environment, a Bélgica era o segundo país da União Europeia na reciclagem de resíduos, com quase 77 por cento dos desperdícios a serem reciclados ou reutilizados.

O número de empresas com modelos de negócio circulares é cada vez maior no país e as suas soluções têm vindo a ser aplicadas nos mais diversos setores, do turismo à agricultura, de forma a enfrentar a crise económica que o país, e o mundo, atravessam. Muitos destes projetos, estando fortemente alinhados com o Pacto Ecológico Europeu (EU Green Deal) e com os objetivos da Comissão Europeia, são financiados por fundos Europeus, tais como o novo Innovation Fund.

Mais informações sobre este assunto podem ser obtidas junto da Delegação da AICEP em Bruxelas.

Campo Obrigatório