Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
11 de Dezembro 2023
Recorde de criação de empresas prestes a ser batido

AICEP

Segundo o Informa BD, desde o início do ano e até final de novembro foram criadas 47 983 empresas em Portugal, mais 2 851 (+6,3 por cento) que no mesmo período do ano passado. Estes números colocam o ano de 2023 a caminho de um recorde absoluto na criação de empresas, um recorde que dura desde 2019, ano em que foram constituídas 49 600 novas empresas.

TVDE, educação e cultura, serviços turísticos, restaurantes e construção de edifícios lideram crescimento na criação de empresas. 

O crescimento no empreendedorismo é transversal a quase todos os setores, com destaque para os Transportes (+1 761 constituições; +45 por cento), Serviços gerais (+489 constituições; +7,9 por cento), Alojamento e restauração (+485 constituições; +11 por cento) e Construção (+460 constituições; +9,4 por cento).

Os Transportes representam mais de metade (62 por cento) do aumento total das constituições de empresas neste período, fruto do subsetor do Transporte ocasional de passageiros em veículos ligeiros.

Nos Serviços gerais, os subsetores da Educação e cultura e os Serviços turísticos representam a maioria (70 por cento) da subida deste setor. 

No Alojamento e restauração destaca-se o subsetor da Restauração, cujo aumento das constituições (+317 constituições; +15 por cento) representa quase 2/3 do aumento do setor.

A Construção de edifícios (+376 constituições; + 12 por cento) é o subsetor da Construção com maior crescimento, embora o aumento das constituições de empresas seja transversal a todos os seus subsetores.

Nos setores que descem na criação de empresas, destacam-se as Atividades imobiliárias (-585 constituições; -11 por cento), as Tecnologias da informação e comunicação (-102 constituições; -3,4 por cento) e as Indústrias (-20 constituições; - 1 por cento).

Encerramentos de empresas mostram tendência para aumentar

Até 30 de novembro deste ano registaram-se 11 775 encerramentos de empresas. No acumulado dos últimos 12 meses, este indicador atinge os 14 740 encerramentos, um registo 1 por cento acima dos 12 meses anteriores.

A maior parte dos setores regista mais encerramentos do que há 12 meses, destacando-se as Atividades imobiliárias (+ 103 encerramentos; + 9,3 por cento), o Alojamento e Restauração (+89 encerramentos; +5,6 por cento) e os Serviços Empresariais (+81 encerramentos; +3,9 por cento).

Insolvência aumentam desde o início do ano

Os novos processos de insolvência cresceram 19 por cento face ao período homólogo, num total de 1 801 até final de novembro (+285).

A tendência de crescimento das insolvências verificou-se durante todo o ano, com exceção do mês de abril.

Quase todos os setores de atividade registam mais insolvências, destacando-se as Indústrias (+135 processos de insolvências; +47 por cento), que representam quase metade do aumento total.

Veja o Barómetro completo.

Notícias AICEP
Como maximizar as vendas online internacionais com o Chat GPT?

AICEP

Usar o Chat GPT no e-commerce pode ajudar a alavancar as suas vendas online. Saiba como.

Incoterms®2020: qual a sua importância na exportação?

AICEP

Os Incoterms®2020 dão segurança jurídica à sua atividade exportadora. Saiba como.

Reputação online: sabe o que dizem os seus clientes?

AICEP

Uma boa reputação online transmite segurança e confiança aos consumidores.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório