Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
01 de Fevereiro 2022

Portugal lidera entre os fornecedores de Cabo Verde

AICEP

Cabo Verde

O défice da balança comercial de Cabo Verde aumentou 31,7 por cento (%) em dezembro de 2021, tendo a taxa de cobertura decrescido 1,6 pontos percentuais (p.p), face ao mesmo período de 2020, segundo o INE-Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde.

Os dados provisórios do comércio externo referentes ao mês de dezembro de 2021, indicam que as importações aumentaram 29,4% e as exportações cerca de 2,4%, tendo as reexportações diminuído 2,4%, relativamente ao mês de dezembro de 2020.

O montante do défice da balança comercial passou dos 6. 523 milhares de contos/ em dezembro de 2020 para 8.589 milhares de contos.

Relativamente ao quarto trimestre de 2021, os dados mostram um decréscimo das exportações na ordem de 11,9%, as importações aumentaram 15,4% e as reexportações em (89,7%) comparativamente ao mesmo período de 2020, com o défice da balança comercial a situar-se em 18,2% e a taxa de cobertura diminuiu-se em 2,2 p.p.

Segundo os dados do INE no quarto trimestre de 2021, as exportações de Cabo Verde totalizaram 1.559 mil contos, correspondendo a um decréscimo de 11,9% face ao período homólogo que foi -210 mil contos.

A Europa continua a ser principal cliente de Cabo Verde, absorvendo cerca de 92,3% do total das exportações cabo-verdianas e Espanha, lidera o ‘ranking’ dos principais clientes de Cabo Verde na zona económica europeia, representando, no período em análise, 66,6% do total das exportações.

Os produtos mais exportados por Cabo Verde foram os preparados e conservas de peixes, representando 76,8%, os vestuários se posicionam em segundo lugar com 7,3 % do total e, os calçados ocupam o terceiro lugar com um peso de 4,4%.

O continente europeu continua também a ser o principal fornecedor de Cabo Verde, com 72,8% do montante total das importações, seguido de Ásia/Oceânia com 16,7%, América 5,9%, resto do Mundo com 2,8% e África com 1,8%.

Em termos de países, Portugal lidera entre os fornecedores de Cabo Verde, com 47,7% do total, (0,6 p. p. inferior em relação ao período homólogo), seguido de China, Espanha, e Países Baixos com 7,3%, 6,1%, e 5,7%, respetivamente, do total das importações.

Os dados mostram também que os 10 principais produtos importados, atingiram 53,5% do montante total das importações de Cabo Verde, sendo os produtos mais importados os combustíveis com um peso de 14,6%, veículo automóveis com um peso de 7,8%, reatores e caldeira com um peso de 5,6%, ferro e as suas obras com um peso de 5,5%, e trigo e mistura de trigo com centeio com um peso de 4,3%.

Os bens de consumo (21,3%), os bens intermédios (14,4%) e os combustíveis (125,9%) evoluíram positivamente em relação ao mesmo período de 2020 e os bens de capital (41,7%), evoluíram negativamente em relação ao período homólogo.

Notícias AICEP

Portugal Concept Store: fornecedores para Espanha e França

AICEP

Portugal Concept Store estende operações online a Espanha e França no primeiro semestre de 2022.

  • Multimercado

A AICEP opera em 55 mercados: conheça a nossa Rede Externa

AICEP

São 170 profissionais em 55 mercados. Conheça esta frente avançada de Portugal no Mundo!

Sustentabilidade: desafios e impacto no comércio internacional

AICEP

Debate sobre os desafios da sustentabilidade para as empresas de comércio internacional.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório