Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
03 de Junho 2022

“O oceano é uma prioridade estratégica”

AICEP

Em entrevista à Revista Portugalglobal, Tiago Pitta e Cunha, administrador da Fundação Oceano Azul, aborda a importância do mar para a economia portuguesa, ressalvando os principais desafios da Economia do Mar.

O administrador da Fundação Oceano Azul afirma também que o oceano deve ser considerado uma prioridade estratégica, contribuindo efetivamente para o crescimento económico, através do aparecimento de novos setores, produtos e serviços.

Para Tiago Pitta e Cunha, a Conferência dos Oceanos da ONU, que se realiza de 27 de junho a 1 de julho de 2022, em Lisboa, é uma oportunidade única para a tomada de decisões determinantes para o futuro do meio marinho.

Qual a importância do Mar para Portugal e para a economia portuguesa?

A importância do Mar para Portugal decorre essencialmente da geografia avassaladoramente marítima do nosso país, único Estado europeu de média dimensão que apenas tem um vizinho terrestre, a Espanha, projetado no Oceano Atlântico, na encruzilhada de três continentes, e que conta com as plataformas marítimas dos arquipélagos da Madeira e dos Açores.

Para a economia portuguesa, a importância dos oceanos ainda está em grande medida por realizar. As áreas críticas e de maior potencial, dadas as transformações político-económicas que o mundo e a Europa estão a sofrer, são a área da energia offshore renovável; a área da alimentação/aquacultura de origem marinha; e os portos e transportes marítimos. Todas estas áreas podem vir a projetar indústrias que contribuam para uma economia verde e que ajudem a descarbonizar a economia atual global, bem como as sociedades europeias. A bio economia azul, que é a economia inovadora, de base tecnológica e científica, assente na utilização de recursos naturais vivos do mar (biotas marinhas), será também uma grande indústria para o país, principalmente se conseguirmos escalar a biotecnologia de origem marinha (Blue Biotech), transitando de uma escala laboratorial, que existe atualmente em Portugal, para uma escala industrial.

Leia a entrevista na íntegra na edição deste mês da Revista Portugalglobal.

Para ficar a par de todas as novidades, subscreva a nossa Revista Portugalglobal

Notícias AICEP

12 empresas portuguesas presentes na Feira Playtime Paris

AICEP

A feira de moda infantil Playtime regressa ao Parc Floral em Paris de 2 a 4 de julho.

  • França
  • Moda

Participação portuguesa na feira de tecidos PRECO em Paris

AICEP

Nova edição da feira de tecidos PRECO realiza-se de 29 de junho a 1 de julho em Paris.

  • França
  • Multisetor

Exportar para os Estados Unidos: o que saber

AICEP

Conheça 7 recomendações para exportar para os Estados Unidos.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório