Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
07 de Abril 2022

México: mercado de diversificação para as empresas portuguesas

AICEP

México

O redesenho dos fluxos do comércio mundial, com a concentração regional de cadeias de valor produtivas, faz com que o México seja um país incontornável para as empresas que aspiram ter um papel na cena internacional.

O México, país de rendimento médio-alto segundo a classificação das Nações Unidas, conta com 126 milhões de habitantes. Se não houvesse mais nenhuma razão, só por esta dimensão, já deveria estar no radar das empresas portuguesas.

Para além deste apetecível mercado interno, há outros argumentos que fazem a AICEP promover o México como um importante mercado de diversificação para os empresários nacionais.

Estabilidade financeira, política e económica

O Governo do México está comprometido em garantir a estabilidade macroeconómica e manter as finanças saudáveis, com uma cuidada gestão financeira e das políticas cambiarias e da inflação, apesar da incerteza que se vive no mundo e que também afeta o México.

O PIB tem tido um crescimento modesto e, tal como o resto do mundo, sofreu com a pandemia: em 2020 teve uma contração de 8,3 por cento, recuperou cinco por cento em 2021 e para este ano reviu agora em baixa o crescimento do PIB de 3,2 por cento para 2,4 por cento devido aos conflitos geopolíticos. Por outro lado, reviu em alta a expetativa de crescimento em 2023 para 2,9 por cento (antes 2,7 por cento), de acordo com o Banco do México.

Mas o que verdadeiramente condiciona a economia mexicana é o comportamento dos vizinhos do norte, ou seja, enquanto a economia dos EUA crescer (em 2021 o PIB foi de 5,7 por cento, superando a quebra que havia tido no ano anterior de 3,4 por cento, e para 2022 espera-se um crescimento de 3,5 por cento), o México é impactado de forma positiva, com mais produção, exportações e remessas de emigrantes que têm sido essenciais nestes tempos de crise. O México é 2ª maior economia da América Latina e a 15ª a nível mundial. Um estudo da PWC coloca-a como a 7ª em 2050, acima de países como o Japão, a Alemanha e o Reino Unido.

Leia o artigo na íntegra na revista Portugalglobal.

Artigo por Mariana Oom, delegada da AICEP na Cidade Do México

Para ficar a par de todas as novidades, subscreva a nossa Revista Portugalglobal

Notícias AICEP

Exportações de mobiliário superam níveis pré-pandemia

AICEP

Exportações de mobiliário sobem 6 por cento no 1º trimestre de 2022 para 500 milhões de euros.

  • Multisetor

BRESIMAR MARCA PRESENÇA NA HANNOVER MESSE 2022

AICEP

Grupo BRESIMAR leva soluções nacionais com inovação de ponta à HANNOVER MESSE 2022.

  • Multisetor

Blue Talk Havana aproximou especialistas e empresas

AICEP

O evento realizou-se com sucesso e aproximou especialistas e empresas de ambos os países.

  • Multimercado

Partilhe esta página

Campo Obrigatório