Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
13 de Novembro 2023
Exportações de componentes automóveis atingem os 1130 milhões de euros

AICEP

Componentes auto

Em crescimento há dezassete meses consecutivos, as exportações de componentes automóveis apresentam um valor mensal superior a 1000 milhões de euros pela sexta vez este ano, atingindo um valor acumulado de 9377 euros até setembro.

As exportações de componentes para automóveis atingiram os 1130 milhões de euros em setembro deste ano, registando uma subida de 3,5 por cento face ao mesmo mês de 2022. De acordo com os dados recolhidos pela AFIA - Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel, este crescimento, representa uma subida pelo décimo sétimo mês consecutivo.
 
Considerando estes resultados, a indústria de componentes automóveis continua a manter-se como um dos motores do crescimento económico de Portugal, posicionando-se em sentido contrário à tendência de queda do total das exportações nacionais de bens que vêm a diminuir há seis meses, apresentando uma variação negativa de 8,2 por cento no mês de setembro.
 
Comparando os valores das exportações de componentes automóveis no terceiro trimestre de 2023 com os do período homólogo de 2022 podemos também observar um aumento de 7,1 por cento, atingindo os 2916 milhões de euros. Assim, no que se refere ao acumulado até setembro as exportações de componentes automóveis atingiram os 9377 milhões de euros, o que se traduz num acréscimo de 16,4 por cento face ao período homólogo de 2022.
 
Relativamente à quota das exportações de componentes para automóveis em 2023 por região, note-se que a Europa concentra 89,3 por cento das vendas realizadas desde o início do ano até setembro, verificando-se um aumento de 18,9% relativo ao período homólogo de 2022.
 
Analisando por país, a Espanha continua a ser o principal destino dos componentes automóveis fabricados em Portugal, representando 27,9 por cento das exportações, seguido pela Alemanha, com 22,6 por cento. França fecha o pódio com 10,6% da quota.
 
Em relação ao top 15 de mercados clientes de Portugal, conclui-se que há um aumento nas exportações de componentes automóveis portugueses em catorze dos quinze países, sendo os Estados Unidos da América, novamente o único a apresentar uma queda, de 15,9 por cento na variação 22/23.
 
Importa realçar ainda o aumento superior a 30 por cento, da variação relativa a 2022, em quatro mercados do top 15, sendo eles, por ordem crescente de variação relativa, Polónia com 30,7 por cento, Marrocos com 37,1 por cento, Suécia com 43,7 por cento, e Áustria com 44,3 por cento.
 
É de notar que a indústria de componentes automóveis, apesar de enfrentar desafios e cenários que continuam a afetar empresas e fornecedores, quer a nível nacional quer internacional, tem encontrado formas de manter a sua competitividade mostrando-se um setor extremamente resiliente e de elevada adaptabilidade.
 
Os cálculos da AFIA têm como base as Estatísticas do Comércio Internacional de Bens divulgadas a 9 de novembro pelo INE – Instituto Nacional de Estatística.

Notícias AICEP
Como prospetar e captar clientes estrangeiros?

AICEP

Saiba como a AICEP pode ajudar a sua empresa a captar clientes estrangeiros.

Crédito documentário: o que é e quais as suas vantagens?

AICEP

O crédito documentário funciona como uma garantia de pagamento no comércio internacional.

Cibersegurança no comércio eletrónico: guia de boas práticas

AICEP

Conheça algumas boas práticas de cibersegurança no comércio eletrónico.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório