Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
28 de Dezembro 2021

Exportação de metais comuns aumenta 41,9 por cento

AICEP

Entre janeiro e outubro de 2021, a exportação de metais comuns aumentou 41,9 por cento, atingindo os 1.399 milhões de euros. Ainda assim, foi a rubrica de Viagens e Turismo que constituiu a principal exportação portuguesa com uma quota de 11,3 por cento do total, seguida da rubrica de Máquinas e Aparelhos com 10,4 por cento.

Nas importações, prevaleceram os bens Máquinas e Aparelhos com 15,9 por cento do total, os Químicos com 10,8 por cento e os Combustíveis Minerais com 10 por cento. No que toca aos serviços, os mais importados foram Outros serviços fornecidos por empresas com 4,6 por cento do total.

Ainda no que respeita às importações, os Combustíveis Minerais representam o maior aumento com 49,4 por cento, enquanto a principal quebra foi na rubrica de Construção com uma diminuição de 30,4 por cento.

No mesmo período, de janeiro a outubro de 2021, Espanha foi o principal destino das exportações portuguesas de bens e serviços com uma quota de 22,8 por cento no total, seguindo-se a França com 14 por cento e a Alemanha com 10,7 por cento. 

O Reino Unido, com uma quota de 8 por cento, foi o principal país cliente extracomunitário e o quarto em termos globais dos bens e serviços portugueses, seguido dos EUA com uma quota de 5,9 por cento, Angola com 1,7 por cento e o Brasil com 0,7 por cento (quinto, décimo e décimo terceiro clientes, respetivamente).

As exportações portuguesas de bens e serviços para Espanha aumentaram 23,1 por cento, seguindo-se França com um aumento de 13,7 por cento. Já a principal quebra nas exportações ocorreu com o Brasil, com uma diminuição de 19,4 por cento.

Nas importações de bens e serviços , Espanha foi também o nosso principal fornecedor, com uma quota de 31,2 por cento, seguido da Alemanha com 12,4 por cento. De assinalar que as importações a Espanha aumentaram em 19,6 por cento e à Alemanha 16,4 por cento. Já as importações ao Reino Unido diminuíram 22 por cento.

Por fim, e em valores acumulados, de janeiro a outubro de 2021, as exportações e importações de bens e serviços aumentaram 17,1 e 17,9 por cento respetivamente. Estes resultados determinaram um défice da balança comercial de 3.561 milhões de euros, correspondente a um aumento do défice de 986 milhões de euros.

Fonte: Banco de Portugal e INE

Notícias AICEP

Crescimento das exportações de bens e serviços portugueses

AICEP

Exportações de bens e serviços registam crescimento de 2,1 por cento em novembro de 2021.

SAGALEXPO ganha força a nível internacional

AICEP

Feira dedicada à exportação de produtos portugueses decorre de 7 a 9 de março, na FIL.

E-commerce B2B e B2C: principais diferenças na abordagem…

AICEP

Fique a par das principais diferenças logísticas entre e-commerce B2B e B2C.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório