Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
25 de Junho 2021

Estudar e Investigar em Portugal

AICEP

Educação

O Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior destina 7 por cento das vagas aos emigrantes portugueses e familiares que com eles residam. Existem 3500 vagas exclusivamente para estes candidatos em todo o sistema de ensino superior público português, que abrange 107 instituições e mais de 5000 cursos, em todas as universidades e institutos politécnicos. 
 
A divulgação das oportunidades oferecidas pelo ensino superior português junto das comunidades portuguesas e lusodescendentes, no âmbito do Programa “Estudar e Investigar em Portugal”, é uma iniciativa do Governo, com o envolvimento da Direção-Geral do Ensino Superior, do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, e das Instituições Portuguesas de Ensino superior. Nos últimos dois anos registou-se um aumento de 52 por cento do número de emigrantes e lusodescendentes colocados pelo concurso nacional de acesso.
 
Além do contingente dedicado de acesso, os candidatos emigrantes e seus familiares podem também aceder ao ensino superior português com o ensino secundário concluído no país de acolhimento através da via profissionalizante; optar por um curso técnico superior profissional num instituto politécnico português, com possibilidade de posterior ingresso em licenciatura ou mestrado integrado; frequentar os mais de 1800 cursos de mestrado e 600 de doutoramento da rede de ensino superior público português; trabalhar em investigação nos 350 centros e laboratórios existentes em Portugal, em todos os domínios do conhecimento; e ainda, se já frequentam um curso superior no país de acolhimento, fazer um período de estudo em Portugal ao abrigo do programa de mobilidade Erasmus +. 
 
Consulte mais informações no website da DGES ou contacte: acesso@dges.gov.pt.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório