Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
23 de Abril 2020

Efeitos do COVID-19 na região da América Latina e do Caribe

AICEP

Cuba

No dia 21 de abril, a CEPAL publicou um documento sobre os efeitos do COVID-19 na região da América Latina e do Caribe.

A CEPAL prevê que o PIB da região sofra em 2020 uma contração de 5,3 por cento devido à pandemia, gerando 11,6 milhões de desempregados, chegando-se a uma taxa de desemprego de 11,5 por cento, e gerando quase 28,7 milhões de pobres, atingindo-se uma taxa de 34,7 por cento de população em situação de pobreza.

Cuba, nas previsões do organismo da ONU, está numa posição intermédia quanto à previsão de queda do PIB, acompanhada pelo Chile (-4  por cento), Perú (-4 por cento), Uruguai (-4 por cento), Costa Rica (-3,6 por cento), Haiti (-3,1 por cento), El Salvador (-3 por cento), Bolívia (-3 por cento) e pelas outras ilhas do Caribe (-2,5 por cento).

Para a CEPAL, a pandemia provocará na região a maior contração da atividade económica desde que se iniciaram registos, em 1900, pelo efeito conjugado de vários fatores, nomeadamente a queda dos preços das matérias-primas, a queda do turismo e a queda das remessas.

Antes da emergência da pandemia, a CEPAL previa que a região crescesse um máximo de 1,3 por cento em 2020.

Mais informações aqui.

Campo Obrigatório