Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
04 de Janeiro 2024

Disponível a edição de janeiro da Revista Portugalglobal

AICEP

A Revista Portugalglobal de janeiro de 2024 publicação mensal da AICEP, aborda as previsões para o ano de 2024. Ano em que se prevê que Portugal continuará a crescer acima da média da União Europeia, mas as previsões apontam para um crescimento modesto, que não ultrapassará 1,5 por cento. 

Após a disrupção da pandemia e a recuperação de 2022, este será um ano de “planalto” e de incerteza e, ao mesmo tempo, um ano de recuperação da procura externa e de novo fôlego para o comércio mundial. O ano será também marcado por uma descida da inflação, segundo as previsões da OCDE ou da Comissão Europeia.

As associações de vários setores – AFIA, AIMMAP, APICCAPS, ATP, CEFAMOL, LAUREL e PortugalFoods – apresentam nesta edição as suas perspetivas para o ano que agora começa e sublinham a necessidade de apostar em produtos de valor acrescentado e prosseguir o caminho da sustentabilidade.

Uma inflação moderada na zona euro e o abrandamento da subida das taxas de juro poderão permitir uma recuperação do investimento e um crescimento saudável em 2024, considera João Borges Assunção, professor da Católica Lisbon School of Business and Economics e coordenador do NECEP (Núcleo de Estudos de Conjuntura da Economia Portuguesa), em entrevista à Portugalglobal. Para as empresas, um dos principais desafios é o aumento do custo do capital e do financiamento. As previsões do Forecasting Lab da Universidade Católica apontam para que, em 2024 e 2025, o crescimento do PIB português seja, respetivamente, de 1 e 1,5 por cento.

O mercado em análise é Singapura. Singapura é um fenómeno económico que evoluiu de uma cidade portuária em decadência para um ícone global de inovação e prosperidade. Esta ilha do Sudeste Asiático é o sétimo país mais inovador do mundo e o seu PIB per capita deverá atingir os 90 mil dólares já em 2025. Nos últimos cinco anos tem-se observado um crescimento das exportações portuguesas de bens para Singapura, que passaram de 71,2 milhões de euros em 2020 para 110,6 milhões em 2022.

Na edição deste mês destaca-se ainda a empresa Curtumes Fonte Velha, uma marca portuguesa que se destaca no fabrico de couro vegetal, com uma variada linha de produtos e acabamentos em couros especialmente desenvolvidos para cintos, bolsas, selaria, calçado, viras e marroquinaria em geral.

Leia a revista na íntegra.

Para ficar a par de todas as novidades, subscreva a nossa Revista Portugalglobal.

Notícias AICEP

O que é o código pautal e qual a sua importância nas…

AICEP

O código pautal é atribuído às mercadorias e é essencial para procedimentos aduaneiros.

Primeiro satélite desenvolvido em Portugal lançado hoje

AICEP

O MH-1 é o primeiro satélite desenvolvido, construído e operado a partir de Portugal.

  • Aeronáutica

Exportações têm maior contribuição para o crescimento económico

AICEP

Exportações têm maior contribuição para o crescimento económico pelo terceiro ano consecutivo.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório