Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
27 de Dezembro 2022

Componente Humana e Conteúdos: o sucesso das Indústrias Criativas

AICEP

Multisetor

As Indústrias Culturais e Criativas assentam numa forte componente humana e o seu sucesso depende da competência e motivação das pessoas envolvidas nas atividades que abrangem, bem como de uma estratégia de marketing de conteúdos que promova o trabalho realizado. Estas tendências acabam de ser publicadas pela AICEP na MY AICEP.

Em “A Componente Humana nas Indústrias Culturais e Criativas” é explicada a relevância do capital humano neste setor e são apresentados alguns casos de sucesso. Ao analisar as implicações da componente humana na gestão e no marketing conclui-se que as pessoas devem ser colocadas no centro dos processos de criação e desenvolvimento.

A importância de gerir de forma adequada o capital humano tornou-se mais evidente durante a pandemia de Covid-19. No caso das empresas ligadas às indústrias culturais e criativas a interação e colaboração entre as pessoas é crucial, o que implica uma boa gestão das equipas e do conhecimento e, por conseguinte, um bom planeamento da comunicação e das atividades.

A Tragaluz Editores, uma empresa editorial colombiana, obteve bons resultados ao atender ao fator humano nos seus processos e estratégias. A empresa apostou na publicação de peças colecionáveis e posicionou-se como um intermediário cultural que liga escritores, leitores, editores e artistas. A Creative Industries Finland, uma rede finlandesa de empresas das indústrias culturais e criativas que promove a internacionalização de projetos culturais, ou a Atelier, uma start-up norueguesa que apostou na popularização da arte e na promoção de novos artistas através de um contacto mais direto com o público, online ou nos respetivos estúdios, são outros dois bons exemplos de consideração do fator humano.

No digest “O Marketing de Conteúdos nas Indústrias Culturais e Criativas” é analisada a forma como o marketing de conteúdos se tem generalizado, com resultados positivos para empresas e clientes. O objetivo é criar conteúdos interessantes para atrair um determinado público-alvo, mesmo que nem sempre estejam relacionados com um produto específico. São conteúdos que mantêm a atenção do visitante e reforçam a sua lealdade em relação à marca.

A editora Orfeu Negro passou a disponibilizar, no site e nas redes sociais, resumos interessantes das várias publicações que estimulam a leitura e a compra, o que se revelou uma estratégia de sucesso. A editora brasileiraTodavia passou a publicar entrevistas com autores, em vídeo, e a divulgar os lançamentos dos seus livros através das redes sociais. O atelier britânico Foster + Partners, um estúdio de arquitetura, urbanismo e design, apostou num site institucional criativo como montra do seu portefólio.

Integradas no projeto Tendências em Gestão e Marketing Internacional, desenvolvido pela AICEP em colaboração com o FutureCast Lab do ISCTE-IUL, estes relatórios podem ser consultados na MY AICEP.

Notícias AICEP

Concurso para manutenção de estradas na Noruega

AICEP

Noruega anuncia o concurso público para a manutenção de estradas em Møre e Romsdal.

  • Noruega
  • Construção civil

UNESCO-Aschberg - Apoio a artistas e profissionais da cultura

AICEP

Apresentação de projetos sobre Liberdade Artística e Promoção de Profissionais da Cultura.

  • Multisetor

Moda portuguesa marca presença na MOMAD Metropolis

AICEP

Marcas portuguesas participam novamente na edição da MOMAD, a realizar-se em Madrid.

  • Espanha
  • Multisetor

Partilhe esta página

Campo Obrigatório