Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
30 de Novembro 2022

Carrefour aposta em e-commerce na estratégia para 2026

AICEP

Multimercado

No início do mês de novembro, Alexandre Bompard, CEO do Carrefour, apresentou o segundo plano estratégico para 2026, sustentado por dois pilares essenciais - e-commerce e hard discount – no que é interpretado pelos analistas como uma viragem estratégica de grande envergadura. Em conformidade com os objetivos de neutralidade carbónica, este plano ambiciona combater a inflação no setor agroalimentar.

Através de uma joint venture com a francesa Publicis, o Carrefour Links confirma o seu objetivo de incremento da receita operacional proveniente das atividades de comércio eletrónico em 200 milhões de euros para 2026. “A força do nosso modelo é explicita: um cliente que se torne omnicanal aumenta os seus gastos em 22% no primeiro ano e por isso, determinamos a nossa meta para os 30% de clientes omnicanal até 2026”, refere o CEO do grupo. Para atingir este objetivo, Bompard planeia melhorar a sua estratégia de entregas ao domicílio, intensificar o B2B no Brasil e também desenvolver um “botão anti-inflação”, isto é, um botão online que permitirá aos clientes encontrar um produto mais barato que suprima a mesma necessidade.

O grupo Carrefour, pioneiro no lançamento de marcas próprias em 1976, pretende que a sua marca branca atinja agora 40% do seu volume total de negócios, em vez dos atuais 33%. Este é o cerne do novo plano estratégico. Num prazo de quatro anos, um em cada dois produtos alimentares vendidos será da marca própria do Carrefour (a Simpl). Apesar de difícil, esta mudança acarretará inúmeros benefícios para o grupo, nomeadamente o aumento de parceiros que chegará aos 50 mil (mais 11 mil que em 2022) e a entrada de 8 mil milhões de euros em produtos sustentáveis certificados (mais 40% em relação a 2022).

A conquista de novos segmentos de mercado/perfis de cliente, a expansão para novos mercados e a aquisição de outras marcas está também previsto no novo plano do Carrefour.

Assim, pretende-se que no outono de 2023 seja implantado em território francês o modelo brasileiro “Atacadão”, um hipermercado maxi mais produtivo com base na simplificação da variedade, na maior disponibilidade, nas embalagens de tamanho familiar e nas compras em massa. Esta implantação será sem dúvida uma grande novidade em França e coloca o grupo Carrefour em direta concorrência com alguns dos protagonistas mais bem-sucedidos no mercado francês, como a cadeia Lidl.

Em termos internacionais, e para além do Brasil, o Carrefour continuará a apostar no mercado espanhol através da sua marca de descontos “Supeco”, estando já anunciadas 80 novas aberturas até 2026.

A sobriedade energética é outro dos pontos em destaque na nova estratégia. Não apenas o Carrefour se comprometeu a atingir a neutralidade carbónica até 2040 (ou 2030, no âmbito do e-commerce) como também exige que os seus fornecedores ambicionem a mesma meta, sob pena de exclusão. No fundo, pretende-se que o grupo se torne líder na economia circular através da instalação de painéis fotovoltaicos nos parques de estacionamento, da valorização a 100% dos resíduos das lojas e na utilização de embalagens 100% reutilizáveis ou recicláveis para a marca própria a partir de 2025.

Notícias AICEP

Concurso para manutenção de estradas na Noruega

AICEP

Noruega anuncia o concurso público para a manutenção de estradas em Møre e Romsdal.

  • Noruega
  • Construção civil

UNESCO-Aschberg - Apoio a artistas e profissionais da cultura

AICEP

Apresentação de projetos sobre Liberdade Artística e Promoção de Profissionais da Cultura.

  • Multisetor

Moda portuguesa marca presença na MOMAD Metropolis

AICEP

Marcas portuguesas participam novamente na edição da MOMAD, a realizar-se em Madrid.

  • Espanha
  • Multisetor

Partilhe esta página

Campo Obrigatório