Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
12 de Novembro 2020

Cabo Verde eleito melhor país lusófono em África para negócios

AICEP

Cabo Verde

O Relatório Doing Business do Banco Mundial referente a 2020 coloca Cabo Verde na posição 137 no ranking de países com melhor ambiente de negócios. Entre os países lusófonos, Cabo Verde é o melhor país para fazer negócios em África. 

O Arquipélago é o melhor país lusófono em África, tendo como facilidades a abertura de empresas, obtenção de licença para construção, tempo médio para obtenção de energia elétrica, registro de propriedades, obtenção de crédito, proteção de investidores minoritários, pagamento de impostos, comércio internacional, execução de contratos e resolução de insolvência. No quadro da Lusofonia, depois de Cabo Verde surge Moçambique, na posição 138, seguido de São Tomé e Príncipe, 170, Angola, 172, e Guiné-Bissau, 174.

O Bando Mundial reporta que a Somália é o pior país para se fazer negócios no mundo, num ranking liderado pela Nova Zelândia, secundada pela Singapura, Hong Kong, Dinamarca e Coreia do Sul.

O Doing Business abrange as regulamentações de 12 áreas referentes à atividade empresarial em 190 economias, analisando como o ambiente regulatório incentiva a eficiência e apoia a liberdade de se fazer negócios.

As principais conclusões do relatório referente a 2020 indicam que o Doing Business registrou 294 reformas regulatórias entre maio de 2018 e maio de 2019. A nível global, 115 economias introduziram reformas que facilitaram as atividades das empresas. As economias que mais avançaram nas áreas analisadas são a Arábia Saudita, Jordânia, Togo, Barém, Tajikistão, Paquistão, Kuwait, China, Índia e Nigéria. Estes países realizaram um quinto das reformas no mundo entre 2018/19.

As economias na África Subsaariana e na América Latina e Caribe continuam a realizar menos reformas do que nas outras regiões. Somente duas economias na África Subsaariana se encontram entre as 50 economias com as melhores classificações quanto à facilidade de se fazer negócios; nenhuma economia na América Latina e Caribe faz parte deste grupo.

O Doing Business 2020 continua a registrar uma convergência entre as economias desenvolvidas e em desenvolvimento, especialmente na área da abertura de empresas. Desde 2003/04, 178 economias realizaram 722 reformas nesta área, reduzindo barreiras à constituição de novas empresas.

As economias com uma alta pontuação no Doing Business tendem a possuir níveis mais altos de empreendedorismo e menores índices de corrupção.

Campo Obrigatório