Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
17 de Dezembro 2021

AICEP publica dados atualizados sobre o mercado do Chile

AICEP

Chile

A AICEP acaba de publicar a nova Ficha de Mercado Chile com os dados mais recentes sobre as oportunidades, os hábitos de consumo, as principais dificuldades e o quadro legal e regulamentar neste país.

Com mais de 19 milhões de habitantes, dos quais perto de 7 milhões na área metropolitana de Santiago, o Chile é uma das economias emergentes mais prósperas do mundo, uma democracia estável e com grande abertura ao exterior.

Muito integrado na economia regional, o Chile tem também uma vasta rede de tratados de livre comércio que possibilita o acesso preferencial a 65 mercados. Sendo muito dependente do setor mineiro, o país registou uma contração económica de 6 por cento do PIB em 2020, devido ao contexto de pandemia, mas as previsões para 2021 apontam para uma recuperação também na ordem dos 6 por cento.

O Governo lançou recentemente um ambicioso Plano de Infraestruturas para a Mobilidade com a maioria do investimento orientado para projetos rodoviários, mas também em aeroportos, portos e caminhos de ferro.

A incorporação de tecnologias digitais e inovação na logística e nas cadeias de produção e de comercialização marcam uma tendência inequívoca no país. Só em 2020, o comércio eletrónico cresceu 55 por cento e espera-se que o investimento em tecnologias de informação atinja os 7,9 mil milhões de dólares em 2021. No campo das telecomunicações, o Chile concluiu a primeira licitação de redes 5G da América Latina, abrindo novas perspetivas de negócio em áreas como a Internet of Things (IoT) e Indústria 4.0.

O Chile é visto como um pioneiro na transição energética da América Latina.  O país está a apostar num sistema de metas para a descarbonização da economia e prevê-se que em 2050 mais de 70 por cento da eletricidade seja gerada a partir de Energias Renováveis Não Convencionais.

Também a Estratégia Nacional de Hidrogénio Verde tem objetivos ambiciosos, nomeadamente atingir 5 GW de capacidade de eletrólise até 2025, produzir o hidrogénio verde mais barato do planeta até 2030 e colocar o país entre os três principais exportadores mundiais até 2040.

As empresas portuguesas podem encontrar neste mercado diversas oportunidades, sobretudo em setores como a energia, as infraestruturas e a transformação digital e novas tecnologias, mas também em setores mais tradicionais como o agroalimentar.

Consulte a Ficha de Mercado sobre o Chile no Portugal Exporta e registe-se em myAICEP.

Notícias AICEP

Crescimento das exportações de bens e serviços portugueses

AICEP

Exportações de bens e serviços registam crescimento de 2,1 por cento em novembro de 2021.

SAGALEXPO ganha força a nível internacional

AICEP

Feira dedicada à exportação de produtos portugueses decorre de 7 a 9 de março, na FIL.

E-commerce B2B e B2C: principais diferenças na abordagem…

AICEP

Fique a par das principais diferenças logísticas entre e-commerce B2B e B2C.

Partilhe esta página

Campo Obrigatório