Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
10 de Dezembro 2020

AICEP lança Redes de Fornecedores

AICEP

Com o objetivo de apoiar as empresas portuguesas no complexo contexto da pandemia, a AICEP lança a ação Redes de Fornecedores no sentido de sensibilizar as empresas para as vantagens de comprar em Portugal. O grupo Mota-Engil é a primeira grande empresa a participar.

A iniciativa promove o encontro entre potenciais clientes - Grandes Empresas, nacionais ou estrangeiras, que pretendem aumentar a sua base fornecedora – e fornecedores nacionais – PME portuguesas à procura de expandir negócios. Nestas ações, as PME têm a oportunidade de apresentar competências às Grandes Empresas, tendo em vista entrar nas suas cadeias de fornecimento.

  • O objetivo primordial é estabelecer sinergias entre empresas e substituir importações, ao mesmo tempo que se aumentam as exportações.

  • Pretendemos, ainda, promover o estabelecimento de vínculos estáveis das empresas estrangeiras em Portugal com os seus fornecedores nacionais.

A ação arrancou com a Mota-Engil que, em parceria com a AICEP, já identificou um conjunto de 40 empresas portuguesas, que ainda não faziam parte da sua rede de fornecedores, e que gostaria de testar e incluir no seu processo de Sourcing, o qual, é suportado numa plataforma digital, garante do cumprimento dos pré-requisitos de “Due Diligence” e desígnios de performance e inovação do Grupo.

A Mota-Engil procura integrar empresas portuguesas na sua rede de fornecedores no âmbito dos contratos recentemente ganhos, por exemplo em Angola e no México, e também em Portugal. O processo de seleção das empresas por parte da Mota-Engil terá início em janeiro de 2021.

Nas Redes de Fornecedores, a AICEP desenvolve o trabalho de identificação das Grandes Empresas clientes e das PME fornecedoras, define a implementação e acompanhamento de todo o processo envolvente, promove a capacitação das empresas fornecedoras e o posterior follow-up.

O principal objetivo da AICEP com a ação Redes de Fornecedores é facilitar a substituição de importações e promover as exportações, uma vez que as Grandes Empresas passam a comprar a PME nacionais. Entrando as PME nestas cadeias de fornecimento complexas e globais, têm a oportunidade de mostrar a sua competitividade e qualidade. Assim, consideramos estar a criar condições para que mais empresas portuguesas possam competir internacionalmente”, sublinha o presidente da AICEP, Luís Castro Henriques.

Para Carlos Mota Santos, administrador e vice CEO da Mota-Engil, “a Mota-Engil tem promovido ao longo da última década diversas iniciativas na promoção de cadeias de valor nacionais que reforçam a relação entre empresas portuguesas, conferindo através de um Grupo de maior dimensão a capacidade de PME portuguesas exportarem e internacionalizarem-se de forma mais segura. Neste momento que vivemos, e após o desafio promovido pela AICEP, estamos agora lançar as bases de um projeto que acreditamos que poderá contribuir para apoiar o tecido empresarial português num momento em que é mais importante do que nunca de apoiar o que é nosso, o que é nacional e que tem qualidade e capacidade de competir a nível internacional, num esforço que tem de ser da sociedade em geral, das empresas às entidades públicas."

Partilhe esta página

Campo Obrigatório