Passar para o conteúdo principal
Campo Obrigatório
26 de Agosto 2021

ABECEDÁRIO _ Festival da Palavra

AICEP

Multimercado

A 3ª edição do ABECEDÁRIO _ Festival da Palavra decorre em Portugal, Brasil e Cabo Verde, de 10 a 12 de setembro, com o objetivo de promover as livrarias de rua e homenagear uma palavra, que este ano é proximidade.

O Festival é promovido pela Cabine de Leitura (uma rede de micro bibliotecas em antigas cabines telefónicas criada em 2014), tem curadoria do jurista e gestor cultural, Carlos Moura-Carvalho, e tem a colaboração de várias livrarias de rua.

Destaque nesta edição para a participação de vários escritores e jornalistas brasileiros a viver em Portugal e para a aposta no registo e transmissão online do festival. Desta vez, associaram-se à iniciativa a Livraria Barata, a Stolen Books e a Livraria Tinta nos Nervos, todas em Lisboa, a Livraria Gigões e Anantes, em Aveiro, a Livraria Pedro Cardoso, em Praia, Cabo Verde, e a Livraria Zaccara em São Paulo, Brasil.

O Festival da Palavra conta com o apoio da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, da Câmara Municipal de Lisboa, das Juntas de Freguesia do Areeiro e de Alvalade, do Observador, da Fundação Altice e do Banco Montepio.

O modelo do Festival assenta em tertúlias em pequenas livrarias para partilha de experiências e vivências relativamente às múltiplas vertentes da palavra proximidade, este ano também com transmissão online, o que permitirá a participação nas conversas de convidados de outras cidades e países a partir de livrarias parceiras e, em paralelo, diversificar a assistência. As conversas terão assim assistência presencial limitada de acordo com as regras atuais e a sua duração será de 90 minutos com 20 para conversa com o público, incluindo online.

O Festival tem início no dia 10 de setembro, às 17h00, na Livraria Barata, com um painel intitulado “O futuro já começou”, uma conversa entre jovens e um convidado surpresa muito especial sobre a proximidade como valor para o futuro: na família, no trabalho, na vida e em relação ao país; prossegue no sábado de manhã, às 11h00 na Stolen Books com “Cidade aberta” uma conversa sobre a importância da cidadania participativa, da sustentabilidade urbana, do comércio e da cultura de proximidade no planeamento estratégico e na gestão das cidades; da parte da tarde, às 16h00, na Livraria Tinta nos Nervos, o painel será “A informação quer-se próxima?” sobre a informação de proximidade, incluindo a imprensa local, mas também sobre o paradoxo do controle da informação, censura e cultura de cancelamento; às 19h00 no mesmo local a conversa será “Ler aqui tão perto” entre escritores e livreiros de Portugal e do Brasil sobre cultura, língua portuguesa, o papel da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa e quais os desafios para as pequenas livrarias nestes novos tempos pós-pandemia.

No domingo, dia 12, às 11h00, na Stolen Books, conversar-se-á sobre “Arte ao virar da esquina” abordando a arte urbana e as intervenções no espaço público, o papel da educação, do digital, do design, da surpresa na regeneração urbana, e por fim às 16h00 na Livraria Barata, o festival encerrará com “A nova vida” sobre como vamos viver o amor, a amizade e o relacionamento social num tempo dominado em parte por máscaras e desconfiança.

Estão confirmadas as presenças do designer Manuel Lima, de Helena Freitas da Universidade de Coimbra, de José Carlos Mota da Universidade de Aveiro, de Herculano Cachinho,do IGOT, do Rui Matoso da Escola Superior de Teatro e Cinema, das escritoras Ana Bárbara Pedrosa, Cláudia Lucas Chéu, Filipa Martins e Patrícia Portela, do escritor brasileiro Lira Neto, dos jornalistas e escritores brasileiros João Gabriel de Lima e Paulo Markun, das artistas Vanessa Teodoro, Ana Bacalhau e Rejane Cantoni, do ex Presidente do ICA José da Costa Ramos, do gastrónomo
Felipe Ribenboim, do jornalista Vítor Belanciano, do criador do podcast Nuclear Tiago Fortuna, e ainda de Abraão Vicente, Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde.

Setembro é tempo de aproximar as pessoas das livrarias e de valorizar a conversa, a palavra, a cultura e a língua portuguesa.

Consulte mais informações no Facebook do festival.

Notícias AICEP

Pavilhão de Portugal pronto para inauguração da Expo 2020 Dubai

AICEP

Pavilhão de Portugal está pronto para a inauguração da Expo 2020 Dubai de dia 1 de outubro.

  • Multimercado

Fileira Casa portuguesa em destaque em revista polaca

AICEP

Campanha Internacional “MADE IN PORTUGAL naturally” na revista HOME Inspirations.

  • Polónia
  • Casa

Joalharia portuguesa apresenta-se na Semana da Moda de Londres

AICEP

Apresentação coletiva de marcas de joias portuguesas na Embaixada de Portugal em Londres.

  • Reino Unido
  • Ourivesaria e joalharia

Partilhe esta página

Campo Obrigatório